RÁDIO CATARINA FM ONLINE

'Meu Celular': saiba como se cadastrar em sistema que facilita recuperação de aparelhos roubados. Programa do Governo do Ceará auxilia trabalho das autoridades no combate e na devolução de smartphones e tablets subtraídos ou furtados no Estado

 O Governo do Ceará lançou, nesta terça-feira (2), a ferramenta "Meu Celular", na qual proprietários de aparelhos telefônicos e tablets podem vincular o bem ao seu nome e facilitar o trabalho das forças de segurança na recuperação e devolução de aparelhos roubados e furtados no Estado.

O sistema já está em funcionamento e conta com a colaboração dos cidadãos, que devem se cadastrar no site da iniciativa, e fornecer dados pessoais e informações do dispositivo, como a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (IMEI). (Saiba como se cadastrar abaixo).

COMO SE CADASTRAR NO 'MEU CELULAR'

  • Entre no site meucelular.sspds.ce.gov.br;
  • Caso seja o primeiro acesso, o usuário deve clicar em "Solitar Acesso" e fornecer o número de CPF;
  • Então, preencher o formulário com algumas informações pessoais, como nome completo, RG, endereço etc;
  • Em seguida, o sistema validará a conta através do e-mail fornecido pelo usuário e solicitará a criação de uma senha;
  • Com a conta já criada, é possível cadastrar o celular ou tablet, fornecendo dados como fabricante, modelo e  IMEI — este pode ser consultado ao digitar *#06# no seu smartphone.

Então, em caso de roubo ou furto, o usuário poderá entrar na plataforma e criar um pré-alerta, que notificará à Polícia sobre o crime. É possível cadastrar mais de um aparelho por pessoa. 

É importante frisar que a vítima deverá registrar um Boletim de Ocorrência sobre o delito, em até 72 horas, para que, enfim, as autoridades iniciem as investigações para recuperar o bem.

Com a confirmação do alerta, o aparelho roubado ou furtado passa a constar no sistema como tal, facilitando o trabalho dos agentes de segurança, que poderão consultar a situação dos itens encontrados ou apreendidos durante abordagens policiais.

Além dos celulares que ainda deverão ser cadastrados pelos cidadãos, o sistema da plataforma já conta com as informações dos itens roubados ou furtados, cujos proprietários registraram boletins de ocorrência e incluíram os IMEIs na denúncia, de 2023 até agora.

Para o titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Samuel Elânio, o programa, fruto da parceria entre a Pasta, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), deve reduzir o número de furtos e roubos de celulares e de tablets no Estado. 

"A gente acredita que esse tipo de trabalho em conjunto, nessa parceria entre as instituições, vai trazer frutos importantes na redução de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), e, ao mesmo tempo, a gente vai conseguir trazer mais sensação de segurança."

SAMUEL ELÂNIO
Secretário de Segurança Pública e Defesa Social

INICIATIVA DEVE REDUZIR INTERCEPTAÇÃO

O secretário acredita que o programa deve provocar a redução da interceptação desses aparelhos furtados ou roubados por terceiros, já que a origem ilegal da transação poderá ser rastreada pelas autoridades. A opinião é reforçada pelo governo Elmano de Freitas (PT).

Temos milhares e milhares de celulares furtados e roubados. No Ceará, falamos muito mais de 20 mil. E o fato é que esse celular volta para o mercado. Tem gente que adquire esse celular de quem furtou ou roubo e busca revender. [...] E a pessoa que compra esse celular, na maioria das vezes, não sabe se ele é resultado de um roubo."

ELMANO DE FREITAS
Governador do Ceará

Em paralelo ao lançamento da plataforma, a Polícia Civil deflagrou, nesta terça, a "Operação Meu Celular", que consiste no disparo de mensagens de texto para celulares que estão com restrição por roubo, furto ou perda, informando que eles estão em situação suspeita. O intuito da autoridade é incentivar o usuário a procurar uma delegacia, onde será verificado se o aparelho pertence a outra pessoa, caso sim, serão feitos os procedimentos necessários para a devolução do bem

Foto: Shutterstock. Fonte - Diário do Nordeste.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem