RÁDIO CATARINA FM ONLINE

Homem se finge de morto, é jogado em cova rasa e foge de criminosos na cidade de Crateús, no interior do Ceará.

 Um homem de 20 anos, identificado como Antônio Janderson Prudêncio Silva, foi preso no domingo (27) suspeito de emboscar, agredir, tentar queimar e tentar enterrar vivo um homem de 32 anos com o qual ele tinha dívidas. O caso aconteceu no início de agosto na cidade de Crateús, no interior do Ceará. A vítima foi espancada após cobrar uma dívida de R$ 1,7 mil que Janderson tinha com ele. De acordo com investigação da Polícia Civil, Janderson foi o responsável por arquitetar a emboscada com objetivo de matar a vítima e não precisar pagar a quantia devida.


Janderson atraiu o homem de 32 anos, no último dia 4 de agosto, para o distrito de Carrapateiras, na zona rural de Crateús. Ele usou um perfil falso nas redes sociais para prometer à vítima um emprego no Maranhão, e o encontro seria para acertar o trabalho.


No caminho para o local do encontro, a vítima foi surpreendida por um outro homem e um adolescente. O homem de 32 anos foi agredido com pedaços de paus e pedras. Após a agressão, o trio acreditou que o homem estava morto e cavou uma cova, onde pretendiam queimar o corpo da vítima e enterrá-lo. A vítima se fingiu de morta enquanto os suspeitos se preparavam para incendiar seu corpo. Ele, então, conseguiu fugir do local e foi se abrigar na residência de um familiar, que levou a vítima até uma unidade hospitalar.



Na noite do último domingo, uma equipe do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) recebeu informações sobre a localização de Janderson, contra quem constava o mandado de prisão preventiva em aberto, e prendeu o suspeito. A Secretaria da Segurança Pública informou que o suspeito não reagiu à prisão e está à disposição da Justiça. Ele deve responder por tentativa de homicídio. Os outros dois suspeitos de participação no crime ainda não foram presos.



Fonte - G1CE

Post a Comment

أحدث أقدم