RÁDIO CATARINA FM ONLINE

Polícia Civil prende mãe e tia de adolescente que era explorada sexualmente desde os 10 anos em Tauá


 Uma investigação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), que iniciou há cerca de três meses, resultou na prisão de mãe e tia de uma vítima, atualmente com 12 anos, que era explorada sexualmente por elas desde os 10 anos de idade. A ação policial coordenada por equipes da Delegacia Regional de Tauá, com apoio da Delegacias Municipais de Quiterianópolis e Parambu, ocorreu nesta terça-feira (11), em Tauá – Área Integrada de Segurança 22 (AIS 22) do Ceará. Além das prisões de mãe e tia, por meio de cumprimento de mandados de prisão temporária, quatro homens que estupravam a adolescente, também foram presos pelos policiais civis.  

Nos últimos meses, os policiais civis de Tauá, foram procurados por conselheiros tutelares e a própria vítima, hoje com 12 anos, para noticiar que era explorada sexualmente desde os 10 anos pela mãe e pela tia. Com base nas informações colhidas pelos investigadores, a vítima era levada até um bar da região de Quiterianópolis para ser explorada sexualmente pelo proprietário e alguns clientes do estabelecimento comercial. Ainda com base nas oitivas e diligências, a mãe e a tia chegavam a oferecer a meninas para homens específicos e de convívio delas. O dono do bar, um idoso de 80 anos, também foi preso. 

Com a identificação delas e dos outros suspeitos, os policiais civis representaram pela prisão preventiva deles. Com a decisão judicial em mão, hoje (11), os policiais civis foram em campo e cumpriram seis mandados de prisão e cinco de busca e apreensão, que resultaram no recolhimento de celulares. Com isso, todos foram levados à unidade policial onde responderão por exploração sexual infantil e estupro de vulnerável. 

Denúncias 

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. 

As informações também podem ser encaminhadas para o telefone (88) 3437-1888, da Delegacia Regional de Tauá. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Fonte - Site da SSPDS-CE

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem