RÁDIO CATARINA FM ONLINE

Piso da enfermagem: STF atinge maioria de votos pela suspensão dos novos salários; Placar no plenário virtual do STF está em 6 x 3

 O Supremo Tribunal Federal (STF) formou, nesta quinta-feira (15), maioria a favor da suspensão do piso salarial da enfermagem. O prazo para o encerramento da votação é na sexta-feira (16). Hoje, o ministro Gilmar Mendes acompanhou o voto do relator, ministro Luís Roberto Barroso, pela suspensão do reajuste até que sejam esclarecidos os impactos da nova lei a fonte de recursos para dar suporte ao reajuste.

O placar, até agora, está em 6 a 3. Também acompanharam o relator os ministros Alexandre de Morais, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Carmem Lúcia. O novo piso da enfermagem previa reajuste salarial de R$ 4750 por mês para enfermeiros, além dos reajustes de técnicos de enfermagem, auxiliares e parteiras.  Barroso, em decisão liminar na véspera da aplicação do piso, deu prazo de 60 dias para que entidades públicas e privadas, além do Congresso Nacional e do Poder Executivo, expliquem o impacto financeiro da lei. 

Três ministros divergiram do relator, a favor da manutenção do piso da enfermagem. Foram eles André Mendonça, Nunes Marques e Edson Fachin. 

VEJA VOTOS NO STF 

QUEM VOTOU PARA SUSPENDER O PISO SALARIAL:

Luís Roberto Barroso
Ricardo Lewandowski
Alexandre de Moraes
Dias Toffoli
Cármen Lúcia
Gilmar Mendes

Diário do Nordeste 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem