terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Mais sete municípios cearenses pedem decretos de calamidade à Assembleia; veja a lista

 

Foto: José Leomar

Em meio ao aumento de casos da Covid-19 no Estado, mais sete municípios cearenses enviaram à Assembleia Legislativa pedido de decreto de calamidade pública. Na semana passada, outras sete prefeitura tiveram a solicitação aprovada pelo Legislativo Estadual, a quem cabe analisar a situação, de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal. O presidente da Casa, deputado estadual Evandro Leitão (PDT), disse que os novos decretos devem ser votados na próxima quinta (25). 

A nova leva de pedidos inclui ofícios dos municípios de Salitre, Araripe, Ipaumirim, Boa Viagem, Aiuaba, Mauriti e Forquilha. O presidente da Assembleia, deputado Evandro Leitão, em entrevista ao Diário do Nordeste, disse que os pedidos devem ser aprovados. Na semana passada, os deputados estaduais prorrogaram o decreto de calamidade pública de Fortaleza por mais seis meses, e de outros seis municípios cearenses: Antonina do Norte, Cariús, Catunda, Ibiapina, Jaguaretama, Jucás, Maracanaú, Santana do Acaraú e Tarrafas, até 30 de junho de 2021.

Inscrições abertas para recenseador do IBGE Censo 2021; 18 vagas para Catarina: 16 para recenseador, 1 para ACM e 1 para ACS.

 

Foto - Simone Mello/Agência IBGE Notícias

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abre, nesta terça-feira (23), inscrições para 181.898 vagas para recenseador do Censo Demográfico 2021. Os empregos são temporários, inicialmente por três meses, e têm remuneração ligada à produtividade. As vagas serão distribuídas entre 5,3 mil municípios.

O trabalho do recenseador envolve a visita a domicílios e a aplicação do questionário do Censo aos moradores desses locais e exige o Ensino Fundamental completo. Os salários serão concedidos conforme o número de domicílios visitados e de pessoas recenseadas.

Para se inscrever, clique aqui.

local de trabalho deverá ser escolhido no momento da inscrição, que deve ser feita até 19 de março pela internet. O valor da taxa de inscrição é de R$ 25,77. A seleção será feita por meio de prova marcada para o dia 25 de abril. No site do Censo é possível obter informações sobre o processo seletivo e também será possível simular o salário de recenseador.

Inscrições para outras vagas

A seleção de agentes censitários supervisor (16.959 vagas) e municipal (5.450) está com inscrições abertas até 15 de março. Os agentes supervisionam o trabalho dos recenseadores e devem ter o Ensino Médio completo.

Os agentes censitários municipais terão a remuneração de R$ 2.100. Já os supervisores ganharão R$ 1.700. Ambos empregos são temporários, com duração inicial de cinco meses e carga horária semanal de 40 horas.

A inscrição também é feita pela internet e custará R$ 39,49. A prova para esses cargos será aplicada no dia 18 de abril, o que permite que o candidato concorra tanto para recenseador quanto para agente censitário.

O Censo é realizado a cada dez anos e estava previsto para o ano passado, mas acabou sendo adiado para este ano devido à pandemia de Covid-19.

A pesquisa pretende visitar os mais de 70 milhões de endereços do país, com o objetivo de conhecer informações como as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo.

Catarina já vacinou 390 profissionais de saúde e idosos a partir de 75 anos contra a Covid-19, diz Secretaria Municipal de Saúde.

 

Foto - Carlos Eduardo (Prefeitura de Catarina)

De acordo com dados do vacinômetro divulgado no último domingo (21), pela Prefeitura de Catarina e Secretaria Municipal de Saúde, um total de 390 doses de vacina foram aplicadas na primeira fase de vacinação, sendo 270 profissionais da saúde e 120 idosos a partir de 75 anos de idade.

De acordo com a secretária de Saúde de Catarina, Dra. Valéria Rodrigues Cavalcante, o cronograma de vacinação segue rigorosamente os critérios do estado, e, o município está aguardando receber mais vacinas para continuar com a vacinação.

Por - Diomar Araújo - Blog do Diomar Araujo




Prefeito e vice de Cedro têm diplomas cassados; Justiça eleitoral determina novas eleições

 

Foto - Marciel Bezerra/Prefeitura de Cedro

O prefeito João Diniz (PDT) e a vice-prefeita da cidade de Cedro, Ana Nilma (PDT), tiveram os diplomas cassados pela Justiça Eleitoral do Estado. A decisão também determina a realização de novas eleições no município do interior do Ceará, bem como a inelegibilidade deles e do ex-gestor da cidade, Nilson Diniz (PDT), pelos próximos oito anos. Eles ainda podem entrar com recurso no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). João Diniz afirmou ao G1 que ainda aguarda notificação sobre a decisão. A reportagem não conseguiu contato com Nilson Diniz.


A decisão foi tomada, no último dia 17 de fevereiro, pelo juiz Eduardo André Dantas Silva, da 13ª Zona Eleitoral de Iguatu. O magistrado considerou que houve abuso de poder a partir da contratação e renovação de contratos de servidores temporários no município. Essa prática teria ocorrido em período vedado pela legislação eleitoral, inclusive durante o próprio pleito. Prefeito nega os crimes e diz que decisão será revista.  "O quadro em tela revela abuso de poder, tanto na modalidade excesso, quanto na modalidade desvio. É clara a utilização da máquina pública para fins outros que a sua atividade precípua", escreveu o juiz na decisão.

83 municípios do Ceará têm maior incidência de Covid-19 do que Fortaleza

 

Foto: Fabiane de Paula

O movimento de transmissão da Covid-19 de Fortaleza a outras cidades do Ceará foi uma das maiores preocupações do início da pandemia, em março de 2020, e o cenário se repete na segunda onda, iniciada em outubro. Até a manhã desta segunda-feira (22), 83 municípios cearenses já têm taxa de incidência de casos maior do que a Capital, e 3 a cada 4 casos confirmados da doença são registrados no interior.

Os dados são do IntegraSUS, plataforma da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), e mostram a proporção entre o número de pessoas infectadas e a população residente de cada município. A taxa, por fim, é calculada a cada 100 mil habitantes, indicando, atualmente, um cenário de alto risco de disseminação da doença nos municípios. Em Fortaleza, a atual taxa de incidência de Covid é de 4.280 casos a cada 100 mil habitantes. A capital cearense somava, até a manhã de hoje, 114.248 pacientes com infecção pelo coronavírus confirmada, segundo a Sesa.

Uso da máquina, marketing pessoal e corrupção: quatro deputados do Ceará têm risco de perder mandato

 

Fotos - Câmara dos Deputados, Assembleia Legislativa e José Leomar

Quatro parlamentares cearenses correm o risco de perder o mandato para  o qual foram eleitos em 2018. São os casos dos deputados federais Genecias Noronha (Solidariedade); Pedro Bezerra (PTB); e Aníbal Gomes (Suplente/DEM); e da deputada estadual Aderlânia Noronha (Solidariedade). O cenário voltou ao destaque nesta segunda-feira (22), com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) de manter a cassação do diploma de Pedro Bezerra.

Tanto ele como Genecias e Aderlânia tiveram os diplomas cassados  por ilícitos eleitorais. Aníbal foi condenado por corrupção. Todos estão inelegíveis, mas continuam mantendo as rotinas na Câmara dos Deputados ou na Assembleia Legislativa do Ceará. Sem o trânsito em julgado, eles seguem aptos para legislar. Com recursos questionando as decisões, as punições estabelecidas ainda não podem ser aplicadas a eles – tendo em vista que as sentenças podem ser revistas.  

Vigilância Sanitária interdita 22 estabelecimentos em Juazeiro do Norte e Barbalha

 

Foto - Divulgação 

Bares e restaurantes abertos fora do horário permitido, mesas reunindo pessoas acima do recomendado, funcionários e clientes sem máscaras e “festas ao ar livre”. Esse cenário se tornou comum no interior do Ceará. Com o aumento dos casos de Covid-19 e, consequentemente, da ocupação de leitos, a fiscalização foi intensificada em Juazeiro do Norte e Barbalha. Apenas em fevereiro, foram 22 estabelecimentos comerciais interditados nos dois municípios.

Maior cidade do interior, Juazeiro do Norte é a segunda do Estado em  número de casos confirmados de Covid-19: 17.741, segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do Município. As ações de fiscalização na cidade já resultaram em nove interdições, além de 19 notificações e duas multas.