RÁDIO CATARINA FM ONLINE

Trio foge de viatura após ser condenado a mais de 200 anos de prisão por chacina no Ceará

 Três homens foram condenados na Justiça Estadual a um total de 207 anos de prisão, por participação na Chacina de Quixeramobim, ocorrida em 2018. A sentença foi proferida na noite da última sexta-feira (25) e, minutos depois, os presos fugiram da viatura que os levava de volta ao Sistema Penitenciário cearense.


A presidente do Conselho Penitenciário do Ceará (Copen-CE), advogada Ruth Leite Vieira, afirma que policiais penais que não quiseram se identificar relataram ao Órgão que colegas perceberam a fuga ao chegarem ao Complexo Penitenciário, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na madrugada deste sábado (26).

A viatura saiu do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza, onde aconteceu o julgamento, para levar os presos para três presídios diferentes. Segundo os policiais penais que participavam da ação, o trio quebrou a grade da viatura (conhecida como "corró") e pulou do veículo em movimento. Questionada, a Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) afirmou, em nota, que "os quatros policiais penais responsáveis pela escolta, devidamente armados, treinados e equipados, só perceberam a fuga ao chegarem para a unidade prisional".

Os presos que fugiram da viatura foram identificados como Francisco Fábio Aragão da Silva, conhecido como 'Pão'; Izaias Maciel da Costa, o 'Mucuim'; e Mateus Fernandes de Sousa, o 'Gato a Jato'. Há a suspeita de que houve facilitação por parte dos servidores para a fuga. "Logo em seguida equipes do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) abriram buscas na tentativa de recapturar os foragidos. Além dos agentes do GAP, equipamentos como drones e câmeras termais contribuem nas buscas", segundo a Secretaria da Administração Penitenciária.

A SAP comunica que já abriu uma investigação interna rigorosa para apurar o ocorrido na noite desta sexta-feira, além de ter encaminhado a situação para a Delegacia de Assuntos Internos (DAI)."
SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO CEARÁ
Em nota

CONDENAÇÃO PELA CHACINA DE QUIXERAMOBIM

Francisco Fábio, Izaias Maciel e Mateus Fernandes foram condenados a prisão, por decisão da 1ª Vara do Júri, na noite da última sexta-feira (25), antes de serem transportados para o Sistema Penitenciário e fugirem no meio do percurso. Confira as penas individuais:

  • Francisco Fábio Aragão da Silva, o 'Pão' - 70 anos e 8 meses de reclusão;
  • Izaias Maciel da Costa, o 'Mucuim' - 70 anos e 8 meses de reclusão;
  • Mateus Fernandes de Sousa, o 'Gato a Jato' - 66 anos de prisão.

O trio foi condenado por 4 homicídios, uma tentativa de homicídio e pelo crime de organização criminosa e teria que cumprir a pena em regime fechado, conforme a sentença.

A Chacina ocorreu no Assentamento Irmã Tereza, no Bairro Conjunto Esperança, em Quixeramobim, no dia 28 de junho de 2018. Foram mortos Francisco Neto Lopes de Sousa, Débora Mayra do Nascimento de Sousa, Antônio Daniela Alves Pereira e  Antônia Heyla Ferreira de Oliveira.

Diário do Nordeste 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem