RÁDIO CATARINA FM ONLINE

Moraes manda prender Roberto Jefferson e ex-deputado troca tiros com policial federal; agentes federais foram até a casa de Jefferson para cumprir o mandado, mas foram recebidos a tiros.

 O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson. A determinação vem após o ex-deputado divulgar novos vídeos com ataques ao processo eleitoral e aos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Metrópoles informou que agentes federais foram até a casa de Jefferson para cumprir o mandado, mas foram recebidos a tiros. De acordo com o Metrópoles, Roberto Jefferson trocou tiros com a PF e um agente foi ferido.

Em nota, a PF informou que dois agentes ficaram feridos. Segundo a PF, "policiais federais foram à casa do alvo para cumprir ordem de prisão determinada, na data de ontem (sábado, 22), pelo STF, e durante a diligência, na manhã de hoje (domingo, 23), o alvo reagiu à abordagem da PF que se preparava para entrar na residência. Dois policiais foram atingidos por estilhaços, mas passam bem. A diligência está em andamento", disse o órgão.

O ex-deputado teria usado câmeras do circuito de segurança para monitorar a movimentação dos agentes. O episódio aconteceu neste domingo (23), na casa do ex-paralamentar, em Levy Gasparian, no Rio de Janeiro. 

Ainda não há informações sobre a gravidade dos ferimentos do policial.

"Reagi. Não vou me entregar. Só saio daqui morto. Chega, cansei de ser humilhado. O Alexandre de Moraes mandou a Polícia duas vezez vir na minha casa revistar", disse o ex-deputado. Roberto Jefferson está em prisão domiciliar e é proibido de usar as redes sociais. No entanto, ele gravou neste fim de semana um vídeo xingando a ministra Cármen Lúcia. Com os xingamentos, Jefferson teria atentado contra o Estado Democrático de Direito.

Senadores consideram que a prisão do suspeito se faz necessária  “diante da ineficácia das medidas cautelares alternativas à prisão, inclusive a prisão domiciliar”.

O mandado para prender o ex-deputado federal Roberto Jefferson é assinado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e foi enviado para a Polícia Federal do Rio de Janeiro no fim da noite do sábado, 22. O ex-parlamentar está em prisão domiciliar.

A decisão de Moraes manda Jefferson de volta para a cadeia. Neste domingo, 23, a Polícia Federal foi até o município de Levy Gasparian, no interior do Rio, para cumprir o mandado.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Fonte - Diário do Nordeste

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem