OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Chuva de meteoros formados pelo Cometa Halley será vista do Ceará nesta quinta-feira (5)

 Do Ceará, será possível ver o céu ganhar cores com a chuva de meteoros Eta Aquáridas, formada por detritos do Cometa Halley, nas primeiras horas desta quinta-feira (5). São esperadas até 40 “estrelas cadentes” por hora com maior facilidade de observação em pontos mais afastados dos centros urbanos.

Esse evento astronômico acontece quando nosso planeta atravessa a trilha de fragmentos deixados pelo Cometa Halley. Cada detrito passa numa velocidade superior a 250 km/h e gera uma luminosidade no céu - isso vai começar por volta de 2h com maior intensidade às 3h30.

Apesar disso, a chuva de meteoros já está em atividade desde o dia 21 de abril e pode ser acompanhada até o dia 12 de maio. Mas é na madrugada de quinta que acontece o momento mais favorável para ver a Eta Aquáridas. A chuva de meteoros é considerada uma das melhores do ano, como avalia o astrônomo amador Lauriston Trindade. "Não costuma falhar: é uma chuva de meteoros muito estável, a quantidade é constante", destaca.

Isso porque na ocasião, além do maior número de cometas atravessando, o céu não estará tão iluminado pela lua já nas primeiras horas da noite. O Ceará pode ter visão privilegiada devido à proximidade com a Linha do Equador, o que facilita a observação.

É uma chuva que parece surgir da constelação de Aquário, que fica bem alta no céu aqui para o Ceará, próxima à Linha do Equador. Então, o Estado é favorecido por isso
LAURISTON TRINDADE
Astrônomo amador

Outro fator para ser analisado é a previsão do tempo: na quarta, o céu deve estar variando de nublado a parcialmente nublado com chuva isolada em todas as macrorregiões, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Se confirmado, esse ambiente é favorável para enxergar os cometas. "Se tiver um tempo parcialmente nublado, com abertura entre as nuvens em que a gente consiga ver o céu, vale a pena dar uma espiada", frisa Lauriston.

Só caso o céu esteja fechado ou com chuva não será possível acompanhar o evento astronômico.

“A recomendação básica é se afastar dos locais mais luminosos e ficar em espaços como varandas. Nas cidades do interior, vai ter uma possibilidade de avistar muito mais meteoros, principalmente, os mais tênues”, conclui.

Como acontece o fenômeno

Além da Eta Aquáridas, a Oriónidas, que acontece no mês de outubro, também está relacionada com os fragmentos do Cometa Halley. No entanto, esse segundo evento não é tão intenso. Durante a chuva de meteoros, os detritos atingem a atmosfera paralelamente uns aos outros. Isso porque seguem aproximadamente a mesma órbita do cometa ou asteroide de onde se originaram, como explicam os especialistas.

Por causa do efeito da perspectiva na Terra, os meteoros parecem vir de um mesmo ponto. No caso da Eta Aquáridas, é a Constelação de Aquários, próximo à estrela eta Aquarii - daí o nome da chuva de meteoros.

Escrito por Lucas Falconerylucas.falconery@svm.com.br 

Foto: Acervo pessoal/Lauriston Trindade. DIÁRIO DO NORDESTE


Postar um comentário

0 Comentários

header ads