OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Sem assassinato por 4 anos em Baixio, no Centro Sul do Estado: Catarina sem registro de assassinato há mais de 15 meses. Diário do Nordeste.

 Ao menos 14,8 mil vidas foram tiradas de forma violenta no Ceará entre 2018 e março de 2021. Homicídios, lesões corporais seguidas de morte, latrocínios e feminicídios que interromperam histórias e demarcam a violência extrema no cotidiano.

Mas, embora muitas vezes a sensação seja de que todas as áreas acumulam mortes, há um grupo seleto de cidades cearenses que ficam até 12 meses sem assassinatos. No Ceará, um município tem o cenário mais otimista. Nenhuma dessas 14,8 mil mortes violentas ocorreu lá. 

Em Baixio, no Centro Sul do Estado, o último assassinato ocorreu em outubro de 2017. Precisamente, no dia 26 de outubro, conforme dados disponibilizados publicamente pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Desde então, felizmente, mortes violentas não foram registradas na cidade, cuja estimativa é de 6,3 mil habitantes. Para se ter ideia, 114 dos 121 bairros de Fortaleza têm a população maior que a de Baixio.  

“Já faz tanto tempo que eu nem lembro bem a data", diz o advogado Eugênio Farias, funcionário da central de regulação da Secretaria de Saúde do Município, sobre quando ocorreu um crime violento que tenha mobilizado a cidade. Ele reside em Baixio desde que nasceu, há 32 anos, e relata que, embora a localidade não esteja imune às mudanças na dinâmica da violência, ela pode ser considerada pacífica.  Dado o contexto, andar pelas ruas sem medo de assalto, até mesmo em horários menos movimentados, e sentar na calçada, na praça, ou outros locais de encontro, para conversar são ações e sentimentos experimentados. Isso, segundo ele, porque há “ausência de ameaças” na cidade em que “nada acontece”.

O técnico da Secretaria de Cultura, Willian Ferreira, de 26 anos, diz que a família reside em Baixio “desde sempre”. A cidade, avalia ele, “é a mais tranquila em relação à segurança social quando comparada aos municípios vizinhos”. 

Acho que faz muito tempo desde que se ouviu falar em assassinato dentro de Baixio. Por ser uma cidade pequena, as pessoas aprenderam a se respeitar civilizadamente e acredito que com isso venha ocorrendo essa baixa na questão de crimes e assassinatos.
WILLIAN FERREIRA
Técnico da Secretaria de Cultura
 

CARACTERÍSTICA DE BAIXIO

  • População: 6.318 pessoas - estimativa de 2021;
  • Escolas: 3 na zona urbana (2 municipais e 1 estadual) e 2 na zona rural;
  • Unidade de Saúde: Hospital São Francisco;
  • Assistência social: CRAS Maria Pires Lustosa;
  • Órgão de segurança do município: Guarda Civil Municipal, com 8 agentes

Grupo de cidades sem mortes violentas

Baixio, no atual momento, é a cidade que há mais tempo não registra mortes violentas no Estado. Conforme a análise dos dados da SSPDS, Altaneira Tarrafas, ambas cidades do Cariri, não registraram ocorrências do tipo em 2020, 2021 e 2022, até março. 

Os dados da SSPDS de abril ainda não estão consolidados, mas as informações preliminares reforçam que BaixioAltaneira Tarrafas não contabilizam crimes do tipo também neste mês. 

Outras 10 cidades, desde janeiro de 2021 não têm mortes violentas:

  • Antonina do Norte
  • Arneiroz
  • Caririaçu
  • Catarina
  • Chaval
  • Hidrolândia
  • Meruoca
  • Moraújo
  • Piquet Carneiro
  • Potiretama

Apesar de serem de regiões distintas, todos os municípios listados são de pequeno porte. 

Delas, somente Caririaçu e Catarina são de pequeno porte II, cuja população vai de 20 mil a 50 mil habitantes. Nas demais, o número de residentes é menor que 20 mil. 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads