OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Em cinco meses, suspeitas de crimes afastam e cassam cinco vereadores de Juazeiro do Norte

 

 Suspeitas de abuso de poder político, lavagem de dinheiro e envolvimento no jogo do bicho reformularam, entre cassação e afastamentos, a composição nas bancadas da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Nos últimos cinco meses, cinco vereadores deram lugar aos suplentes após intervenções do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) e da Polícia Civil.  

As modificações interferiram, inclusive, na presidência e na vice-presidência da Casa Legislativa. O saldo atual é de quatro parlamentares afastados da função por suspeita em diversos crimes, e um vereador com mandato cassado no âmbito do TRE-CE por abuso de poder durantes as Eleições de 2020. A média das operações resulta em um parlamentar longe do cargo eletivo por mês entre novembro de 2021 e abril de 2022. Nesse cenário, as suspeitas de crime modificaram cerca de 24% dos assentos.  

OPERAÇÃO ARANTIUM 

Na última quarta-feira (20), a justiça determinou que o vereador Márcio Joias (União Brasil) fosse afastado por suspeita de envolvimento em fraude de licitações no município. 

A ofensiva ocorreu no âmbito da Operação Arantium, que apura uma série de irregularidades na administração pública municipal. 

Foram cumpridos 19 mandados judiciais, sendo oito de busca e apreensão e nove de sequestro criminal para apreender veículos, imóveis e bloqueio de contas bancárias e fundos de investimento. 

Conforme as investigações, os crimes seriam praticados em coautoria entre Márcio Joias, uma ex-servidora e ex-vereadores de Juazeiro do Norte.  

R$ 4 MILHÕES
O esquema era executado através de empresa de fachada que recebeu mais de R$ 4 milhões do município.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a residência do parlamentar e outros endereços ligados a ele foram alvo das buscas.  

A apuração está sendo realizada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Núcleo Cariri) do Departamento de Recuperação de Ativos (DRA) e apoio dos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior Norte e Sul. 

Ações da Polícia Civil também afastaram do mandato, em novembro do ano passado, o então presidente da Câmara, Darlan Lobo (MDB) e o vice-presidente Capitão Vieira (PTB), ambos do grupo de oposição ao atual prefeito Glêdson Bezerra (Podemos).   Na mesma operação também foi suspenso o mandato do vereador Beto Primo (PSDB). 

De acordo com as autoridades, os três parlamentares têm ligações com o esquema de jogo do bicho no município. 

Nesse contexto, o vereador William Bazílio (PMN) assumiu a presidência da Casa por 180 dias em meio a embates entre o grupo de oposição e a base do prefeito Glêdson Bezerra na Casa.  

ABUSO DE PODER  

Ainda em novembro, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu manter a cassação do vereador David Araújo (PTB) por abuso de poder econômico nas Eleições de 2020. 

Por não ter sido uma decisão unânime (6 votos a 1) no TRE-CE, David Araújo ainda poderá recorrer com embargos de declaração e embargos infringentes ao próprio Tribunal. 

Caso se mantenha decisão no TRE, o vereador perderá o mandato, ainda com a possibilidade de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nos bastidores da Casa, a avaliação é de que, pelo histórico da Suprema Corte, a expectativa é de que o entendimento pela cassação se mantenha. 

Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

header ads