OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Quem é o novo deputado federal cearense que pediu para ser "filho de Bolsonaro"; veja vídeo

 

A bancada cearense na Câmara dos Deputados tem um novo membro. Francisco Nelho Bezerra (Pros) assumiu o mandato como suplente na vaga de Capitão Wagner (Pros) e mostrou, logo no primeiro discurso, que não quer ser apenas mais um na Casa, pelo menos na forma de chamar atenção.

Em pronunciamento curto e inflamado, cheio de citações bíblicas, ele exaltou os cearenses Patativa do Assaré e Bráulio Bessa, mas o papel principal foi destinado ao presidente Jair Bolsonaro.

Nelho pediu para que o presidente o deixasse ser “seu F6”, em referência aos quatro filhos legítimos do presidente e mais o cearense André Fernandes que, segundo o parlamentar, é “filho de adoção” do presidente.

“Estou com o senhor porque o senhor é cristão. Você tem ‘F4’, quatro filhos de sangue. Tem também tem o André Fernandes, como F5, filho por adoção. E aqui, meu presidente, eu lhe peço humildemente deixe eu ser seu F6”.
NELHO BEZERRA
Deputado federal (Pros)

Passada a euforia da posse, o parlamentar terá quatro meses para mostrar ao povo cearense, principalmente a seus eleitores, que tem algo a fazer de úril em Brasília.

12.506 VOTOS
obteve o parlamentar nas Eleições 2018, ficando na quarta suplência do Pros

PERFIL

Nelho Bezerra é natural de Iguatu e representa parte da população da região Centro-Sul do Estado. Ele é o quarto suplente da coligação. Com apenas 12,5 mil votos em 2018, para que sua posse fosse possível, dois suplentes tiveram de declinar da convocação: Agripino Magalhães e Julierme Sena. Um terceiro, que era Deuzinho Filho, foi eleito vice-prefeito de Caucaia.

Ele já disputou seis eleições, conforme levantou a reportagem deste Jornal. Em 2018, pela primeira vez, tentou uma vaga na Câmara dos Deputados. 

Entre 2000 e 2016, o político disputou todas as eleições para o cargo de vereador de Iguatu pelo PSDB. À época das disputas, Nelho foi eleito em todos os pleitos, a exceção foi 2016, quanto ficou como suplente. 



Postar um comentário

0 Comentários

header ads