OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Médico é preso suspeito de crime sexual contra paciente em Orós, Interior do Ceará

 Um médico de 71 anos foi preso em flagrante, na manhã desta terça-feira (29), em Orós, no Sul do Ceará, suspeito de crime sexual contra uma paciente de 22 anos. O caso foi no Hospital e Maternidade Luzia Teodoro da Costa. Segundo informações da Delegacia Regional de Icó, para onde o médico foi levado, o suspeito praticou atos libidinosos contra a vítima durante a realização de exames. A mulher estava no consultório dele e, quando o médico tentou praticar o crime, ela saiu correndo do local.

A Polícia Militar foi acionada e, após ser detido, o médico foi autuado com base no artigo 215 do Código Penal, que prevê pena de 1 a 5 anos de reclusão pelo crime de importunação sexual. O nome do médico não foi divulgado. A vítima foi levada até a cidade de Iguatu para fazer exame na perícia forense.

Médico foi afastado

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Orós, responsável pela gerência do Hospital e Maternidade Luzia Teodoro da Costa, disse que o médico detido é plantonista da unidade e foi imediatamente afastado do plantão e desligado do quadro de funcionários do Município. 

"A secretária de saúde e a diretora do hospital se fizeram presente no momento, repudiando a ação do médico,  e oferecendo a ajuda necessária à vítima", diz a pasta, acrescentando que o médico não quis se manifestar sobre o caso, mas nega as acusações da vítima. 

"O Município não compactua com qualquer desrespeito aos seus munícipes e orienta todos os profissionais das mais diversas áreas a bem atender as demandas da população prezando sempre pela: moralidade e eficiência no fornecimento de serviços", conclui a secretaria. 

Foto: Arquivo Pessoal / Gustavo Veras. Diário do Nordeste 

Postar um comentário

1 Comentários

  1. era divulgar o nome desse q diz profissional para nao tenta fazer outro delito poste d o meme dele para CRM tomar providencia r afastar da s sua profissao divulgue o nome para a sociedade ficar sabendo Brasil......
    caso de Oros

    ResponderExcluir

header ads