OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Gestores públicos de Hidrolândia são alvos de 21 mandados de busca e apreensão do MPCE

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) cumpriu, na manhã desta terça-feira (22), 21 mandados de busca e apreensão contra gestores públicos e empresários no município de Hidrolândia, no interior do Ceará.  As ordens judiciais fazem parte da operação Laranja Mecânica, que apura a utilização de identidades “laranjas” por parentes da prefeita Ires Moura Oliveira, para a realização de contratações no município.  Foram apreendidos documentos, celulares e R$ 92.896,00 em espécie, além de armas de fogo não registradas encontradas na residência da prefeita de Hidrolândia. 


Além da casa de Ires Moura, os mandados foram cumpridos na sede da Prefeitura de Hidrolândia e de empresas locais, e nas residências de empresários investigados, servidores públicos e de secretários e ex-secretários municipais. A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Hidrolândia, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Fraude em licitação

Segundo o MPCE, a investigação apontou que uma das empresas envolvidas, criada logo após as eleições municipais em 2016, pertence, na realidade, a Antonio Arnóbio Protasio, cunhado da gestora de Hidrolândia.

A apuração também revelou que a identidade utilizada como “laranja” se trata, na verdade, a de um funcionário de uma autop peças, comandada por Arnóbio Protásio.

No ano de 2017, essa empresa venceu uma licitação no valor de R$1.567.849,00, cuja quantia está sendo investigada, segundo o MPCE. O objeto do procedimento licitatório foi a aquisição de pneus e acessórios de fabricação nacional destinados a atender as demandas das frotas de veículos do município. 

Foto: Divulgação MPCE. Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads