OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Ceará deve ter chuvas em todas as macrorregiões nesta segunda-feira (7); confira previsão do tempo

 

Todas as macrorregiões do Ceará devem ser refrescadas pela chuva esperada nesta segunda-feira (7), com céu variando de nublado a parcialmente nublado, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos. As imagens analisadas mostram nuvens convectivas, associadas à chuva, sobre a faixa litorânea do Estado.

A intensidade das chuvas nos municípios cearenses pode oscilar entre fraca a forte e os principais acumulados devem se concentrar no trecho litorâneo, como Fortaleza, e na região Centro-Sul, como Iguatu. Nas outras cidades, a chuva deve ser isolada e passageira.

Já na terça-feira (8), o céu varia de nublado a parcialmente nublado em todas as macrorregiões com chuva na faixa litorânea, no Cariri e na Ibiapaba. Nas demais macrorregiões, a Funceme aponta alta possibilidade de chuva.Os momentos de alívio do calor acontecem devido às áreas de instabilidade causadas pela proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e por motivos característicos de cada cidade, como temperatura, relevo e umidade.

Pelo menos 81 municípios cearenses receberam chuva neste domingo (6), com destaque para Itaiçaba (58,5mm), Crateús (55mm) e Pereiro (48mm). Na Capital, o posto de análise na Messejana registrou 41,2mm. O balanço da Funceme aponta as chuvas até o fim da tarde do domingo.

Último mês foi de pouca chuva

O mês de fevereiro chegou ao fim com baixos volumes pluviométricos no Ceará. O primeiro mês da quadra chuvosa - que se estende até maio - registrou o acumulado de apenas 62,2 milímetros.

46,7%
Abaixo da média histórica do registro de chuva para o período, que é de 118,6 mm.

O volume abaixo da média histórica interrompe uma sequência de quatro meses consecutivos de chuva acima da média no Estado. Em outubro (+ 14,4%), novembro (+244,6%), dezembro (+49,8%) e janeiro (+64,7%), o acumulado ficou além da normal climatológica.

Já quando comparado o índice de chuva de fevereiro deste ano com igual período de anos anteriores, pode-se dimensionar como em 2022 as chuvas estão diminutas.

Foto: Fabiane de Paula. Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads