OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Chacina em Juazeiro: homem é preso suspeito de ser mentor e executor da ação

 Um homem de 19 anos — Cícero Edilson da Silva Farias — foi preso suspeito de atuar como mentor e executor de chacina que deixou quatro mortos em Juazeiro do Norte, no dia 8 deste mês. A ação foi conduzida pela Polícia Militar do Ceará e pela Polícia Civil de Pernambuco, culminando ainda na prisão do irmão de Cícero, ambos com mandados de prisão preventiva em aberto. Os dois também são investigados por um homicídio em 2019 em Juazeiro do Norte.Conhecido como “Cicim Banguelo”, o suspeito investigado como mentor tem antecedentes por homicídio doloso, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi encontrado no interior de Pernambuco, em Bodocó, cidade próxima à divisa de Pernambuco com o Ceará, a cerca de 120 km de Juazeiro do Norte.


A irmã de Cícero, identificada como Maria Auxiliadora da Silva Farias, 30, também foi presa durante a ação, apesar de não ser apontada como partícipe pelas mortes ocorridas na chacina. De acordo com a apuração policial, ela atuava em conjunto com o familiar em crimes relacionados ao tráfico de drogas no Ceará.

Nesse sábado, 12, outro suspeito de participação na chacina também foi preso em uma unidade prisional da região. Ele havia sido detido pela Polícia Militar na última quinta-feira, 10, por outros crimes. O homem, identificado como Cícero Leonardo Rodrigues dos Santos, 19, tem ligação direta nas mortes das quatro pessoas. Outros dois suspeitos já haviam sido presos.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser encaminhadas para o telefone (88) 3572 1736, do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa de Juazeiro do Norte (NHPP) da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte.

As denúncias podem ser feitas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101 0181, do Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.

A chacina

Quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas em uma chacina no bairro Triângulo, em Juazeiro do Norte, na madrugada do dia 8 de fevereiro. Durante a ação criminosa, outras cinco pessoas foram baleadas e socorridas para uma unidade hospitalar. Três delas já receberam alta hospitalar.

Segundo o relatório da ocorrência, testemunhas informaram que cerca de sete criminosos armados invadiram uma residência no bairro Triângulo, por volta das 3 horas da madrugada e atiraram contra as vítimas. Uma mulher e três homens morreram no local.

As vítimas são: um homem de 34 anos, com passagens por homicídio, porte ilegal de arma de fogo e furto; um homem de 29 anos, com passagens por extorsão e crime contra a administração pública; uma mulher de 44 anos, com antecedentes por tráfico de drogas; e um adolescente de 16 anos foram mortas a tiros por indivíduos dentro de um imóvel no bairro Triângulo.

Na ocasião, o governador Camilo Santana (PT) se manifestou sobre o crime, destacando que as medidas necessárias para as diligências e investigações já foram feitas, e que tudo será esclarecido. “As mortes de quatro pessoas, com outras feridas, no Cariri, bem como do dono de um canal de notícias no bairro Pirambu, em Fortaleza, são inaceitáveis e é preciso a imediata identificação e prisão de todos os envolvidos”, disse o mandatário.

O tenente coronel da Polícia Militar Patrício Santana indicou, em entrevista ao jornalista Farias Júnior, da Rádio CBN Cariri, que a motivação para a chacina seria a disputa territorial para venda de drogas. "Eles próprios confessaram. A gente já tem conhecimento porque tanto os autores como as vítimas já respondem largamente por alguns crimes”, disse.


Foto - SSPDS. O Povo Online

Postar um comentário

0 Comentários

header ads