OUÇA A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLIQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Promotor do MP afirma que "não há dúvida" de envolvimento de sites de apostas em resultados de jogos do Campeonato Cearense e do Brasileirão Série D, envolvendo Caucaia, Crato e Barbalha.

 

Ministério Público do Ceará aguarda o avanço das investigações sobre a suspeita de manipulação de jogos do Campeonato Cearense e do Brasileirão Série D, envolvendo Caucaia, Crato e Barbalha. Coordenador do Núcleo de Desporto e Defesa do Consumidor (Nudtor), o promotor de Justiça Edvando França disse ao Diário do Nordeste, nesta sexta-feira (21), que não há dúvida do envolvimento de sites de apostas.

Ele também fala de valores e na proteção de testemunhas. Além disso, ressalta que as provas mais recentes mostram que a situação ocorria de forma "escancarada''

“Não há dúvida. Tem pessoas influenciando dentro de campo, isso é fato. Falta saber se é torcedor, amigo de torcedor, arbitragem…Com essas provas e áudios que apareceram a coisa ficou mais ou menos escancarada. Isso não quer dizer que o clube esteja envolvido. Pode ser que sim ou não. Só a investigação vai dizer. E esse ano, entre Caucaia e Crato, as denúncias afloraram mais fatos. Nós temos as apólices de apostas, depoimentos de testemunhas… Há testemunhas com medo de depor, e vamos tentar protegê-las”, revelou o promotor.

O MP tem acompanhado a suspeita da prática criminosa no futebol cearense há três anos. Dessa vez, investiga irregularidades em partida do Cearense e do Brasileirão Série D. A denúncia foi feita pela FCF ao TJD-CE. Os documentos do processo são sigilosos, mas alguns detalhes importantes foram revelados. Os novos indícios apontados com o vazamento de áudios em grupos de WhatsApp, na última quarta-feira, e outras informações, deram mais força às denúncias. A ligação direta de sites ou casas de apostas com esses eventos é confirmada. O modus operandi passa por um site que recebe a aposta. A questão é que o resultado da aposta, que pode ser no resultado, na quantidade de gols, no atleta que marca o gol, entre outras opções, é combinado previamente. O que é proibido.

“Supondo que antes alguém acerta com o atleta que ele vai cometer um pênalti, por exemplo, e ele tem certeza que vai dar certo. Essa pessoa joga dinheiro lá e provavelmente vai dividir com o jogador que praticou o pênalti como combinado. É muito grave isso porque interfere nos resultados”, disse.

MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA

Ainda de acordo com o promotor, os valores envolvidos são altos. Ele não revela números mas dá um panorama afirmando que o valor do investimento e do ganho únicos chamam atenção.

“Tive acesso a apólices de apostas que um apostador já coloca o valor estimado de ganho. Você aposta R$ 4 com estimativa de ganho de 10 mil. Aí se tira mais ou menos o valor. Depende da quantidade de apostadores. Aí, pessoas de boa-fé entram e perdem porque já tem algo acertado em campo. Não é coisa pouca. Se você considerar que em um jogo há denúncias nesse nível, imagina todos os jogos. Esses sites precisam ser acompanhados”, revelou França.

POSSÍVEIS ENVOLVIDOS

Sobre os possíveis implicados no delito, França afirma que o MP trabalha com responsabilidade na apuração, para punir os criminosos. A linha de investigação não exclui ninguém. Os responsáveis podem responder criminalmente por fraude e até formação de quadrilha.

“Se tiver diretor envolvido, ele pode ser preso e o clube afastado do campeonato. O atleta pego nisso vai ser punido no futebol, ele não vai mais jogar. Temos ciência de que não acontece só aqui, pode ser que tenha braços criminosos em todo o país. Dependendo das investigações, vamos determinar os passos seguintes. A preocupação é desbaratar essa gangue. Certamente não é só uma pessoa”, finalizou o coordenador do Nudtor.

Foto: Divulgação. Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads