quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Prefeitura de Catarina, Secretaria Municipal da Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde e CRAS, em parceria com o Governo do Estado lançam nesta quarta-feira, dia 17 de fevereiro, das 08h as 12h, no CRAS de Catarina ampliação do Cartão Mais Infância Ceará para mais 55 famílias de Catarina.

 













Chuva de 132 milímetros faz via em obras ceder em Tauá

  

Foto: VC Repórter/WhatsApp

cidade de Tauá amanheceunesta terça-feira (16), com fortes precipitações. Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o Município somou 132 milímetros (mm) em chuvas. Uma obra da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), no bairro Tauazinho, chegou a ceder pelo volume de água que caiu.

Em nota, o órgão informou que concluiu, nesta manhã, a recuperação da via. A Cagece afirmou ainda que as precipitações não afetaram a tubulação, apenas a via. Matheus Mota, secretário da Infraestrutura do Município, conta que a intervenção do órgão estadual era uma obra de implementação de abastecimento de água. Segundo Mota, a obra foi realizada para uma futura situação de seca e não estava em funcionamento. "Já tinha uns 20 dias que os canos foram instalados".

O bairro segue com abastecimento de água normal.

"A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que concluiu, na manhã de hoje (16), a recuperação da rua localizada no bairro Tauazinho. O serviço foi realizado junto à prefeitura. A companhia informa ainda que a ocorrência, ocasionada pela chuva, afetou apenas a via. Não houve danos à tubulação da rede de abastecimento e o sistema está funcionando normalmente no local", diz a nota.

Açude Caldeirões, em Saboeiro, é primeiro reservatório a sangrar em 2021 no Ceará

Foto: Reprodução/Cogerh

 O Açude Caldeirões, no município de Saboeiro, na macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, sangrou nesta terça-feira (16). Conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), esse é o primeiro reservatório do Estado a sangrar em 2021. Ele está localizado na bacia do Alto Jaguaribe. 

O açude começou a transbordar por volta das 6h30. De acordo com o gerente do escritório da Cogerh em Iguatu, Anatarino Torres, o volume de água aumentou nas últimas horas devido às fortes chuvas registradas na região. Na segunda-feira (15), o volume dele estava em 89,38%. O reservatório tem volume de 1,13 hm³. 

O Caldeirões é o único reservatório do Estado com volume armazenado acima dos 90%.

Chuvas registradas em 24 horas 

O município de Saboeiro registrou 105 mm no posto de Flamengo e 92 mm no posto de Saboeiro, de acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) entre as 7h de segunda-feira (15) e as 7h desta terça-feira (16). 

As regiões do Sertão Central e InhamunsIbiapabaLitoral NorteCariri e Centro-Sul do Ceará tiveram chuvas intensas no mesmo período. 

Há outros 16 açudes com volume entre 70 a 100%.

  • Germinal (89,46%)
  • Gavião (86,12%)
  • Arneiroz II (83,29)
  • São Vicente (78,7%)
  • Jenipapo (77,49%)
  • Aracoiaba (77,31%)
  • Araras (76,62%)
  • Mundaú (76,42%)
  • Ubaldinho (75,33%)
  • Broco (73,55%)
  • Forquilha (72,87%)
  • Jatobá II (72,44%)
  • Santo Antônio de Aracatiaçu (71,67%)
  • Malcozinhado (70,79%)
  • Rosário (70,88%)
  • Arrebita (70,25%)

Ceará está com a capacidade hídrica em 24,3%, com volume de 4.515 hm³. 

Há 55 açudes com volume inferior a 30%.

*Com informações de Honório Barbosa

Sobe para 30 o número de municípios cearenses contemplados com o Garantia Safra

 

Foto: Honório Barbosa

Aumentou para 30 o número de municípios cearenses beneficiados com a liberação em parcela única de R$ 850 do pagamento do Garantia Safra. Agora em fevereiro, serão incluídos 14.154 agricultores de 17 municípios e liberados cerca de R$ 12 milhões. Em janeiro passado, foram 13 cidades e 13.706 agricultores de base familiar atendido com a liberação de R$ 11,3 milhões.  

Os municípios incluídos no programa agora em fevereiro são:

  • Orós, Pereiro, Tabuleiro do Norte, Aracati, Choró, Itaiçaba, Jaguaribara, Jaguaribe, Jaguaruana, Limoeiro do Norte, Palhano, Quixadá, Quixeramobim, Quixeré, Russas, Solonópole e Tururu.

No mês passado, foram atendidos:

  • Acopiara, Cariús, Cedro, Deputado Irapuan Pinheiro, Iguatu, Itaitinga, Jucás, Maracanaú, Missão Velha, Piquet Carneiro, Pacoti, Palmácia e Quixelô.

A decisão de ampliação foi publicada no fim da semana passada no Diário Oficial da União (por meio de portaria que determina o pagamento do benefício aos agricultores que aderiram ao programa na safra 2019/2020.

Para todos os agricultores beneficiados, a liberação do seguro-safra ocorre em pagamento único de R$ 850, por causa da pandemia do novo coronavírus. Anteriormente, o benefício era dividido em cinco parcelas mensais.

O programa tem por requisito a ocorrência de perda de safra superior a 50% por irregularidade nas chuvas – seca ou enchente. Após a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA/Mapa) fazer análise da situação de frustração de safra por irregularidade de chuva houve a concessão do benefício. 

Em 2020, em decorrência da pandemia não houve aplicação de laudo de vistoria em áreas de cultivo de grãos e, por isso, todos os municípios foram considerados como perda de 100%. Entretanto, para receber o benefício é necessário ser enquadrado em mais um parâmetro, dentre três critérios apresentados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), dados de frustração de safra agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Centro de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden).

O coordenador do Garantia-Safra no Ceará, Arimatéa Gonçalves, explicou que “os 13 municípios incluídos em janeiro se enquadraram em critérios de perda de safra do IBGE ou do Cemaden e os 17 municípios deste mês foram incluídos por critérios meteorológicos do Inmet”.

O Garantia-Safra tem como objetivo garantir a segurança alimentar de agricultores familiares que residam em regiões sistematicamente sujeitas à perda de safra, em pelo menos 50%, por razão de estiagem ou de enchente.

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Francisco de Assis Diniz, alerta para que os agricultores desses municípios contemplados atentem para o pagamento do benefício e destacou a importância da liberação do recurso para “garantir a sustentabilidade de agricultores familiares no campo”.

O pagamento atual refere-se à safra de grãos de 2020. O pagamento do benefício, geralmente, ocorre a partir de agosto de cada ano, mas devido à pandemia e de atrasos burocráticos somente em janeiro passado ocorreu a liberação da verba para os primeiros municípios contemplados. 

No Ceará, o programa tem a coordenação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce). Arimatéa Gonçalves pontuou a importância da liberação dos recursos para movimentação da economia local. “São valores significativos, que serão gastos nas cidades do interior”, frisou.

Operários e máquinas trabalham na limpeza de ruas de Cariús; A cidade registrou a maior chuva do ano – 180mm.

 

Foto: Wandenberg Belém

A semana começou na cidade de Cariús, na região Centro-Sul do Ceará, com limpeza. O dia foi de retirada de lama, terra e pedras de ruas dos bairros Vila Nova e Esplanada. O material desceu de áreas elevadas com a forte chuva de 180mm, na manhã deste domingo (14). Os moradores também continuaram hoje o serviço de limpeza de suas casas, que foram invadidas pela água.

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) a chuva de 180mm em Cariús foi a maior deste ano até agora. Além de entrar nas casas e assustar os moradores, a água arrancou parte do calçamento. Em ruas sem pavimentação, a lama se juntou e foram abertos vários buracos, impedindo o tráfego de veículos.

O aposentado, Otávio Vieira da Silva, 83, morador da Vila Nova, uma das áreas atingidas pela enxurrada, disse que “nunca tinha visto uma chuva grande, como essa, cair em pouco tempo” e contou que a força da água arrombou parte da parede da garagem da casa dele.

Os vizinhos foram solidários e ajudaram o aposentado a tirar o carro da garagem. “Fiquei com medo de cair tudo, estava perigoso”. Ele lembrou que trabalhou a vida toda na roça e que gosta de chuva, mas ponderou “não forte como essa de domingo”.

Vanda Santos, costureira, moradora da rua São José, na Vila Nova, disse que quando acordou “pisei logo na água e fui um susto, uma surpresa e só tinha lama dentro de casa”.

A água que invadiu casas e ruas vem de um riacho, que formou uma forte correnteza em áreas elevadas no entorno da cidade, onde há uma pequena serra.  

A rua Pascoal Paracampos, no bairro Esplanada, foi uma das áreas atingidas. Lá mora o casal de idosos, Inês Paiva e Manoel Ferreira. Os dois também contaram que ficaram com muito medo. “Fiquei apavorada porque a água veio com tudo, com força, de uma vez só”, contou Inês Paiva.

Manoel Ferreira disse que todos os anos quando ocorrem chuvas mais intensas o problema se repete. “Construíram casas por onde a água escorria, impedindo a passagem da água que represa e entra nas casas”, contou.   

Antônio Jenier Silva de Oliveira, morador da rua André Souza, disse que a metade da via não tem calçamento. “A gente solicita essa obra de pavimentação faz tempo, mas até agora nada foi feito e por causa do atoleiro não passa carro nem ambulância por aqui quando chove”, frisou.  

O secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos, Antônio Nilberto de Morais, explicou que neste domingo e hoje técnicos da pasta fizeram levantamento das áreas afetadas pela enxurrada na cidade e das rodovias que dão acesso à zona rural. "Já começamos o serviço de limpeza dos bairros e de recuperação das estradas”, contou. Ele também explicou que já há projetos elaborados e que no próximo mês começa o serviço de “pavimentação das ruas”.

Setor de eventos comemora pacote de socorro do Estado

 

Imagem - Diário do Nordeste

Apesar de não ter todas as demandas atendidas, o setor de eventos comemorou o anúncio do pacote de ações de alívio para o segmento feito pelo governador Camilo Santana na noite desta terça-feira (16). A iniciativa pretende amenizar os prejuízos ao setor, um dos mais prejudicados pela pandemia do novo coronavírus. O pacote inclui a criação de um auxílio de R$ 1 mil a profissionais da área, publicação de edital para eventos corporativos, extensão de prazo de pagamento do ICMS e isenção de IPVA e de taxas de equipamentos culturais.

Conforme a presidente do Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins do Estado do Ceará (Sindieventos-CE), Circe Jane Teles, todas as medidas são consideradas bem-vindas. “De fato, nós enviamos muitas propostas, algumas bem emergenciais, e o Estado atendeu a algumas. Tudo é bem-vindo”.Para ela, a decisão de maior impacto são os editais de eventos corporativos online para feiras, seminários, congressos, exposições, entre outros, estimados em R$ 4 milhões. “Nós gostamos muito da ideia, de eventos corporativos poderem acontecer de forma virtual e já podemos nos planejar. Já contempla parte do setor com certa satisfação”.

A isenção por seis meses das taxas ou aluguel em equipamentos culturais – como Centro de Eventos, Cineteatro São Luiz, Dragão do Mar, Theatro José de Alencar, entre outros – para realização de eventos quando estes forem liberados também agradou ao setor. “Mas como bem disse o governador, isso só acontecerá depois que a pandemia passar”, lembra Teles.

Auxílio de R$ 1 mil a profissionais

A proposta de pagamento de R$ 1 mil a cerca de 10 mil profissionais que atuam nos bastidores dos eventos, como músicos, humoristas, artistas circenses, técnicos de som, luz e imagem, entre outros, também foi comemorada. Os trabalhadores irão receber duas parcelas de R$ 500 por meio de cadastramento junto à Secretaria da Cultura (Secult) e cumprimento dos requisitos.

“Ainda não identificamos, mas uma dúvida que ficou é se os profissionais cerimonialistas estariam contemplados entre esses profissionais, pois eles são uma parcela importante de quem trabalha com eventos sociais”, ressalta. Ela destaca que, em breve, o setor deve ser convocado pelo Estado para detalhamento dos pormenores e critérios estabelecidos sobre o auxílio.

O pacote de ações anunciado pelo Estado ainda conta com a isenção do IPVA para veículos registrados em nome de empresas de eventos, e para até um carro que esteja no nome de profissionais autônomos ou microempreendedores individuais (MEI) formalizados, que atuem comprovadamente no ramo de eventos. As empresas com dívidas ICMS poderão parcelar os valores em até 60 meses (5 anos) para regularizar a situação.

“Estamos há 11 meses com a pandemia, e vários setores produtivos foram afetados, mas hoje já tivemos praticamente o retorno de mais de 90% da economia do Ceará. Contudo, o setor de eventos foi e ainda está bastante afetado”, afirmou Camilo Santana durante transmissão nas redes sociais. Ele ainda garantiu que, ainda nesta semana, enviará à Assembleia Legislativa pedido para que as medidas tramitem com urgência. 

Negociação com empresários

As medidas anunciadas partiram de um conjunto de pleitos apresentados em conjunto pelas entidades representantes do setor de eventos do Estado, incluindo o Sindieventos-CE, a Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape), o Visite o Ceará, a associação de cerimonialistas, e grupos de empresários de entretenimento.

Ao todo, foram apresentadas, em reunião do setor com representantes do governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza no dia 11 de janeiro, seis demandas que incluiam a redução ou isenção do Imposto Sobre Serviços (ISS) e do ICMS; redução ou isenção das tarifas de consumo de energia, água e telefonia; criação de um apoio financeiro para empresas e autônomos do setor; diminuição do valor do aluguel do metro quadrado no Centro de Eventos; abertura de editais de chamamento de empresas do setor de eventos no Ceará; e contratação de humoristas para lives pelo Governo do Estado.

“Alguns setores, como as montadoras, ainda não puderam ser beneficiadas. Também tínhamos pensado em alguma espécie de auxílio às próprias empresas, o que ainda não foi possível. Entendemos que o Estado não pode repassar dinheiro para as empresas”, afima Teles. Ela acrescenta que o setor segue buscando auxílio em outras instâncias, como a Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece).

“A Adece está virando uma agência de fomento e irá operar microcrédito às empresas. Quando for regulamentada, buscaremos ajuda para uma linha de crédito, com reembolso ou não”.

Além dos editais para eventos corporativos que serão lançados, o governador ressaltou os certames já em vigor da própria Secult e também da Lei Aldir Blanc, que totalizam R$ 86 milhões voltados para projetos culturais. 

“A Lei Aldir Blanc, aprovada pelo Congresso Nacional e pela Assembleia Legislativa, possui projetos em andamento através editais para eventos culturais em todo o Estado no valor de R$ 68 milhões, e isso tem movimentado a economia cultural cearense, dando oportunidade e renda para essas pessoas. Além disso, temos os editais da própria Secretaria de Cultura, que estão em aberto e em processo de seleção, no valor de R$ 18 milhões”, indica.

Bares e restaurantes

Outro segmento que vem sofrendo com as restrições necessárias para conter a disseminação da Covid-19 é o setor de alimentação fora do lar, que inclue bares, restaurantes e barracas de praia. Ainda durante a transmissão de ontem, o governador revelou que está em constante diálogo, liderado pelo secretário executivo de Planejamento e Orçamento Flávio Ataliba, com o segmento e que espera poder, em breve, anunciar medidas que possam ajudar o setor. 

“Por estarem funcionando com horários reduzidos nesse momento, bares e restaurantes também é um setor que tem sofrido nesse momento. Por isso, estamos mantendo o diálogo com o setor para que a gente possa construir alternativas de apoio do Governo do Ceará ao segmento”.

Veja o que abre e o que fecha nesta Quarta-feira de Cinzas.

 

Foto: Natinho Rodrigues

Devido à pandemia e ao aumento de casos de Covid-19 na capital cearense, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a suspensão das festas de Carnaval deste ano, em ambientes abertos ou fechados, promovidos por iniciativa pública ou particular.

A recomendação dos últimos decretos prevê a abertura do comércio e serviços, da indústria e das escolas e universidades estaduais durante os dias de Carnaval. 

Também foi vedada a concesssão do ponto facultativo por todas as esferas de governo estadual, no período definido em calendário para a data comemorativa.

A recomendação dos últimos decretos prevê a abertura do comércio - pela primeira vez em 87 anos -, serviços, indústria, escolas e universidades durante o período carnavalesco. Neste cenário, veja o que abre e fecha nesta Quarta-feira de Cinzas, 17 de fevereiro de 2021.

Bancos

Funcionamento a partir das 12h desta quarta-feira (17), informou o Sindicato dos Bancários do Estado do Ceará.

Lojas 

Funcionará normalmente das 9h às 20h, informou o Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) de Fortaleza.

Shoppings

  • Os shoppings da Rede Ancar Ivanhoe em Fortaleza, North Shopping FortalezaNorth Shopping Jóquei Via Sul Shopping, terão o funcionamento de suas atividades, incluindo a praça de alimentação, das 9h às 20h. 
  • North Shopping Maracanaú segue com funcionamento normal, de 10h às 22h (lojas, quiosques e praça de alimentação).
  • Shopping Benfica terá o funcionamento de suas lojas e praça de alimentação de 9h às 20h. O Cinema Benfica funciona das 14h às 18h. O Shopping também conta com atendimento via delivery, pelo site: delivery.shoppingbenfica.com.br.
  • Grand Shopping abrirá normalmente de 10h às 20h, com o funcionamento de lojas, quiosques e Praça de alimentação durante o período. Os cinemas funcionarão de acordo com a programação, que pode ser encontrada no site do Centerplex.
  • No Shopping Iguatemi Fortaleza as lojas, opções de lazer, e praças de alimentação do shopping funcionam de 9h às 20h, enquanto os restaurantes estão abertos de 11h às 20h. Após esses horários, lanchonetes e restaurantes funcionam somente por delivery, para pedidos feitos por meio de aplicativos de entregas.
  • No Shopping Del Paseo, as lojas e quiosques funcionam de 9h às 20h. As praças e quiosques de alimentação abrem de 9h às 20h.  

Escolas

As escolas da rede pública anunciaram que os dias de Carnaval serão inseridos no calendário de aulas. Portanto, nesta quarta-feira (17), haverá aulas e/ou atividades normais para todos os estudantes.

E as escolas da rede privada também funcionarão neste período. O feriado foi reagendado para os dias 6 a 10 de setembro.

Universidades

  • Universidade Federal do Ceará seguirá o calendário determinado pelo Ministério da Economia para 2021. Portanto, o funcionamento “não será afetado pela recomendação do Governo do Estado”. De acordo com as Pró-Reitorias de Graduação e de Gestão de Pessoas da Instituição, esta quarta-feira (17) consta no Calendário Universitário como ponto facultativo e recesso letivo.
  • Em nota, a Universidade Estadual do Ceará informou que seguirá a recomendação do Governo do Estado no tocante ao funcionamento das instituições de ensino no período de Carnaval. Ou seja, as aulas e atividades estão mantidas neste dia 17.
  • Instituto Federal do Ceará declarou que uma portaria do Conselho Superior que os pontos facultativos referentes a esta quarta-feira (17) seja dia útil.

Saúde

Todas as unidades de Saúde do Estado do Ceará funcionarão normalmente.

Supermercados

O funcionamento dos supermercados de Fortaleza seguem normais. O horário padrão de funcionamento é das 7h às 22h, informou a Associação Cearense de Supermercados (Acesu).

Porém, pode acontecer de supermercados oferecerem horários diferenciados, portanto, fica a critério de cada uma das unidades. Quando isso acontece, eles informam em suas redes sociais.

Transportes

A frota programada para a semana de Carnaval será normal, tendo em vista que não haverá suspensão de atividades, informou a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

Cagece

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) terá todas as suas atividades administrativas (lojas, unidades de negócio, núcleos de atendimento) funcionando normalmente. É importante destacar que os atendimentos presenciais devem ser marcados no site da companhia, que pode ser acessado aqui.

Correios

Com a suspensão do feriado de Carnaval no Ceará, a Superintendência Estadual dos Correios informou que suas unidades operacionais e de atendimento funcionarão normalmente. Assim, hoje haverá atendimento nas agências e entrega de objetos postais conforme as condições vigentes.

A Central de Atendimento dos Correios (CAC) atenderá normalmente nessas datas, das 8h às 20h. Os clientes poderão registrar manifestações ou obter informações sobre produtos e serviços no site dos Correios

Secretário da Saúde recomenda suspensão de cirurgias eletivas na rede pública e privada no Ceará

 

Foto: Natinho Rodrigues

O titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), Carlos Roberto Martins, o Doutor Cabeto, recomendou a suspensão de cirurgias eletivas e serviços ambulatoriais na rede pública e privada do Ceará. A indicação consta em um ofício divulgado nesta terça-feira (16). 

O documento é endereçado aos hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e unidades de saúde públicas e privadas do Estado, e pontua que as recomendações são motivadas pelo atual cenário epidemiológico do Ceará, diante da alta de casos de Covid-19 e de óbitos provocados pela infecção.

 No âmbito da rede pública, o secretário recomenda a suspensão de cirurgias eletivas plásticas, bariátricas, tireoidectomias (retirada da glândula tireoide) não neoplásticas, entre outras que possuam caráter de eletividade bem definido e que tratem de lesões benignas. 

Suspensão de serviços ambulatoriais

"Recomendamos às clínicas, ambulatórios, hospitais e laboratórios, públicos e privados, a suspensão dos serviços de caráter ambulatorial que sejam direcionados ao atendimento de pacientes eletivos de baixo risco, bem como a restrição ao número de visitantes a pacientes internados", descreve o gestor.

A recomendação de suspensão também vale para procedimentos odontológicos eletivos, e aqueles em pacientes com sintomas respiratórios. Dessa forma, os profissionais de serviços suspensos temporariamente deverão estar disponíveis para compor a "força de trabalho" de enfrentamento à Covid-19

Cirurgias oncológicas devem ser mantidas

O ofício esclarece, porém, que devem ser realizadas as cirurgias oncológicas ou aquelas em que o adiamento possa resultar em risco de agravamento do quadro clínico do paciente, ameaçando a vida, assim como os atendimentos ambulatoriais de alto risco.

Para dar continuidade ao cuidado de pacientes com doenças crônicas, Carlos Roberto Martins indica às unidades de saúde o uso da telemedicina. "No caso dos serviços públicos, a Sesa oferta para as instituições que queiram aderir a modalidade de teleconsulta através do Núcleo de Telessaude, no qual é possível fornecer prescrição e atestados eletrônicos", reforça o secretário.

Nível do rio Salgado sobe e a Cachoeira de Missão Velha começa a transbordar

 

Foto: Jaider Santos

As duas mais recentes chuvas, acima de 100mm, que banharam municípios do Cariri cearense, provocaram a cheia da Cachoeira de Missão Velha, um dos pontos turísticos da região. Na manhã desta terça-feira (16), o nível da água aumentou, atraindo moradores e visitantes de cidades próximas.    Na madrugada de domingo, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuva de 109mm e na manhã desta terça-feira (16), foram mais 112mm.

O comerciário Marcos Sampaio comemora a fartura de águ na cachoeira “Agente não se cansa de ver a cada ano o espetáculo da queda d’água, se renovando”, disse.

Curso da água 

A cachoeira de Missão Velha recebe diretamente as águas que caem no próprio município e em Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. Nestas duas últimas cidades foram registradas precipitações desde o domingo(14) acima de 70mm, que modificaram a paisagem da região, prevalecendo agora o verde.

A confluência das águas que formam o rio Salgado compõe três quedas d’água de aproximadamente 12 metros de altura. O recurso hídrico contribui, após desaguar no rio Jaguaribe, no município de Icó, com o aporte do açude Castanhão, o maior do Ceará, que abastece a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e as Bacias Hidrográficas do Médio e Baixo Jaguaribe.

Atualmente, de acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o Castanhão acumula apenas 10,2% de sua cota máxima.  A sub-bacia do rio Salgado é o principal afluente da margem direita do rio Jaguaribe e compreende 24 municípios das regiões do Cariri e Centro-Sul. “Mais de 60% da água acumulada no Castanhão é oriunda da bacia do Salgado”, observou o geólogo Yarley Brito.

A cachoeira de Missão Velha é um dos nove geossítios que compõem o Geopark Araripe. Além da bela paisagem, apresenta aspectos geológicos interessantes, como a sua rocha sedimentar de arenito da formação Cariri, com aproximadamente 420 milhões de anos. A estrutura também preserva icnofósseis, que são vestígios da atividade vital de antigos organismos - invertebrados aquáticos. 

Alagametos

Além do espetáculo de beleza natural da queda da água na Cachoeira de Missão Velha, a chuva provocou pontos de alamento em ruas da cidade e no cruzamento da CE-292, que foi duplicada recentemente, entre Barbalha e Missão Velha, pelo governo do Estado. “O problema já ocorreu em chuvas passadas porque falta um melhor serviço de drenagem, escoamento da água”, observou o radialista Jaider Santos.

A duplicação da rodovia CE-292 desafogou o trânsito entre as duas cidades, mas onde há um contorno para o acesso ao centro urbano de Missão Velha, a água da chuva encontra aterro e há dificuldade de escoamento, acumulando sobre o asfalto, exigindo atenção e cuidado dos condutores de veículos.

Os moradores solicitam a construção de obras de drenagem de águas pluviais. “Se continuar assim, o asfalto vai se estragar muito rápido”, disse Jaider Santos.