sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Psicóloga do CAPS de Catarina, Dra. Márcia Rodrigues, fala sobre atendimento e outros assuntos.

Novo coordenador do CAPS de Catarina, Jardel Mendonça, concede entrevista à Rádio Catarina FM Online e Blog do Diomar Araujo; veja a equipe.

 O ex-diretor do Hospital Municipal de Catarina, Jardel Mendonça, foi nomeado pelo prefeito Dr. Thiago Paes de Andrade, como coordenador do Centro de Atenção Psicossocial de Catarina (CAPS). Jardel concedeu entrevista à Rádio Catarina FM Online e Blog do Diomar Araujo falando sobre equipe e metodologia de trabalho.

Equipe do CAPS de Catarina:
Coordenador – Jardel Mendonça;
Assistente Social – Silvaneide Souza;
Psicóloga – Juliane Feitosa;
Psicóloga – Márcia Rodrigues;
Fonoaudióloga – Daniza Maria;
Médico psiquiatra – Carlos Carvalho;
Médico – Wallasy Coelho;
Técnica de enfermagem – Marciana Pereira;
Vera, Luciana Alves, Vanessa Duarte, Conceição Lopes, Antonio Ivanor (Nanico), Claudionor, Ana Paula, Silvania Garcia, Izabel Rodrigues, Rejane Pereira e Demontieux Custódio (Tiê). Equipes divididas em dois turnos.
Reportagem e entrevista:

Diomar Araújo / Blog do Diomar Araujo

Boletim epidemiológico do novo coronavírus em Catarina, divulgado nesta quinta-feira, dia 21 de janeiro de 2021, pela Secretaria Municipal de Saúde e Prefeitura de Catarina.

 








Vacinação contra a Covid-19 em Catarina; secretária municipal de Saúde, Dra. Valéria Rodrigues Cavalcante e a diretora do Hospital de Catarina, Carolina Custódio falam sobre a vacinação em entrevista ao repórter Diomar Araujo.

MPCE intensifica mobilização de municípios para apresentação do plano de vacinação contra a Covid-19; Catarina, Tauá, Arneiroz, Quixadá, Banabuiú, Choró, Mauriti e Caucaia.

 









Ônibus municipais e intermunicipais vão ter fiscalização intensificada no Ceará, decreta Governo

 

Foto - Governo do Estado

O decreto do Governo do Ceará, publicado nesta quinta-feira (21), informou que o serviço de transporte público municipal e intermunicipal de passageiros vai ter fiscalização intensificada, com o objetivo de garantir que sejam observadas todas as medidas de biossegurança ao desempenho seguro da atividade.  Nesta quinta-feira, o governador Camilo Santana afirmou que iria se reunir com o setor de transporte para discutir ações, e tentar diminuir as aglomerações de passageiros nos ônibus, principalmente em Fortaleza.

Com o objetivo de impedir aglomerações, o Governo anunciou diversas novas medidas no novo decreto. Entre elas, está a aplicação de multa e interdição imediata, por sete dias, do funcionamento de estabelecimentos que descumpram as normas sanitárias estabelecidas para cada setor, aumentando esse prazo para 30 dias em caso de reincidência, sem prejuízo de nova aplicação de multa.

Resumo: o que muda com o novo decreto no Ceará:

Probabilidade de chuvas abaixo da média liga alerta no Sertão do CE

 

Foto - Natinho Rodrigues 

As chuvas para os próximos três meses (fevereiro/março/abril) no Ceará têm 50% de probabilidade de ficarem abaixo da média histórica para o trimestre, conforme anunciou ontem (20) o presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Eduardo Sávio. Embora o estudo verse sobre todo o Estado, há algumas regiões que inspiram maior atenção.

De acordo com titular da Secretaria dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, enquanto a região Norte deverá receber bons volumes, o Sertão Central e Sul do Estado, tendem a ter um cenário mais crítico, com chance de reduzidos eventos pluviométricos. A explicação para esse cenário divergente, segundo Sávio, "se deve pelo posicionamento das águas aquecidas do Atlântico Equatorial Norte".

Mesmo na pandemia cresce número de acidentes de trânsito com mortes em Iguatu

 

Foto - Honório Barbosa

Dados divulgados pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Iguatu, maior cidade da região Centro-Sul do Ceará, apontam crescimento no número de óbitos decorrentes de acidente de trânsito em 2020 em relação ao ano anterior, apesar do período de suspensão de atividades empresariais e de prestação de serviços por causa da pandemia. Em 2019, foram registradas 17 mortes. No ano passado, 21. Só em dezembro último, foram oito mortes.

E 2021 começa com novos registros. Neste mês de janeiro já foram dois acidentes com igual número de óbitos. O engenheiro civil da Prefeitura de Iguatu, Jônatas Pereira, disse que ficou surpreso com o aumento de mortes no trânsito. “Tivemos em 2020, por causa da pandemia, medidas restritivas de atividades econômicas por mais de quatro meses com menor fluxo de veículos nas ruas”, observou. “Quando fechamos a estatística, não esperávamos esse resultado”.