RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Agricultor é indiciado pela morte de onça-parda em Tarrafas, no Interior do Ceará

 


Um agricultor de 33 anos foi indiciado por suspeita de matar uma onça-parda, em Tarrafas, no Interior do Ceará. O crime ambiental ocorreu na última terça-feira (2). Os caçadores exibiram imagens do corpo do animal nas redes sociais. O caso será remetido à Justiça. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS) informou que a Polícia Civil, por meio da Delegacia Municipal de Assaré, iniciou as apurações logo após as fotos serem compartilhadas. Conforme a pasta, um vídeo que circula sobre o abatimento não está relacionado à ocorrência. Assim, somente as fotos divulgadas seriam do momento na qual a onça foi morta. 

A Lei de Crimes Ambientais (Lei 9605/98) prevê, no Artigo 29, que “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida”, é crime.Segundo a investigação, o suspeito cuidava de um gado na região, quando percebeu a aproximação da onça — que estava cercada pelos cachorros da propriedade. Ele teria disparado com uma espingarda e, com apoio de vizinhos, foi resgatar o corpo.  

O agricultor compareceu à unidade policial na manhã desta quarta-feira (4), onde prestou depoimento e confirmou a participação do caso. Durante oitiva, ele alegou estar arrependido e afirmou que o interesse era apenas defender o gado. Ele foi indiciado por crime ambiental e o caso será remetido à Justiça.Conforme o biólogo Charles Sousa havia explicado ao Diário do Nordeste, a onça-parda é o segundo maior felino das Américas, atrás somente da onça-pintada (Panthera onca), além de ser a quarta maior do mundo. 

“São animais de hábitos solitários e territorialistas, formando pares somente durante o período reprodutivo. Pode medir até 1,1 metros de comprimento e pesar até 80 quilos”, explicou. Cada ninhada pode conter de um a seis filhotes e o tempo de vida dessa espécie varia de 8 a 10 anos. “Mas existem relatos na natureza de indivíduos que já chegaram a 13 e 15 anos”, acrescentou.  

A onça-parda pode ser encontrada em vários biomas, como a caatinga.“O Ceará possui registros dessa espécie, mas ainda não sabia de ocorrência por aquela região. Na foto, mostra que é um indivíduo macho”, aponta o biólogo. 

Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads