RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Mais três suspeitos de envolvimento na morte de policial penal em Umirim, no Ceará, são presos

 Mais três suspeitos de envolvimento na morte de um policial penal em Umirim, no interior do Ceará, foram presos nesta segunda-feira (25). Manoel Janay Lopes de Oliveira, de 32 anos, estava em uma motocicleta, no bairro Bananas, no dia 14 de outubro deste ano, quando foi abordado por suspeitos armados que anunciaram um roubo. Ao reagir, ele foi alvejado com disparos. As capturas foram realizadas em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, e em Tururu, cidade vizinha ao município onde o fato aconteceu. Um dos alvos da ofensiva foi identificado como Ronildo da Silva Costa, de 22 anos, conhecido como "Bigodeiro" ou "Quenca". Ele foi preso em uma casa do bairro São Miguel, em Caucaia.

Na ocasião, outro homem — que não teve a identificação revelada — estava no local com o jovem, e também foi capturado. Os dois suspeitos foram levados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Bairro de Fátima, em Fortaleza.

A Polícia Civil investiga se o homem que estava na residência onde Ronildo Costa foi detido tem relação, direta ou indireta, com o assassinato do agente da Segurança Pública.

O terceiro homem capturado nesta segunda-feira (25) — que também não teve a identificação revelada — foi preso em Tururu, também no interior do Estado. A cidade é vizinha a Umirim, município onde o crime ocorreu.

PRISÃO DO PRIMEIRO SUSPEITO

Quatro dias depois da ação criminosa, o primeiro suspeito de ter matado um policial penal foi capturado em Caucaia. 

De acordo com o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, João Vitor Matos Rodrigues, conhecido como "Galo", está ligado diretamente ao delito. O titular da pasta informou que João Vitor havia fugido para Fortaleza depois que o fato aconteceu.Ele acrescentou que armas de fogo usadas na investida contra o servidor público foram apreendidas, sem detalhar quantas, onde foram retidas e a quem pertenciam.

Foto: Reprodução. Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

header ads