Operação cumpre mandados contra suspeitos de fraudar contratos e gerar prejuízo de R$ 8 milhões em Jardim

 Uma operação do Ministério Público do Ceará (MPCE) realizada nesta quarta-feira (29) para investigar fraude na contratação de uma empresa de coleta de lixo na prefeitura de Jardim, no Cariri cearense cumpre 11 mandados de busca e apreensão. Os alvos são o gestor, secretários e ex-secretários suspeitos de envolvimento em um esquema que causou um prejuízo de cerca R$ 8 milhões aos cofres públicos. Conforme a denúncia, a prefeitura da cidade pagou R$ 8 milhões para que a empresa fornecesse garis e caminhões para a coleta de lixo. Os trabalhadores e veículos, no entanto, eram da própria prefeitura. 

Apreensões. Na ação, chamada Operação Descarte, foram apreendidos documentação, computadores e celulares. Os mandados são cumpridos nos imóveis de residência do prefeito de Jardim, do atual e ex-secretários municipais de Obras, Viação e Urbanismo e de empresários, além das sedes da Prefeitura de Jardim e de empresa que ficam na cidade Juazeiro do Norte. 

De acordo com o Ministério Público do Ceará, as investigações apontam fraudes em licitações, inexecução contratual e sobrepreço para a execução do serviço de limpeza pública no município de Jardim com possível participação de autoridade com foro por prerrogativa de função.


 Foto: MPCE. G1CE

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem