12 municípios cearenses registram chuvas rápidas nesta quarta, incluindo Tauá. Confira.

 

O Ceará teve registro de chuvas rápidas em 12 municípios nas últimas 24 horas. As precipitações aconteceram mais na porção Centro-Sul do Estado e, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), teve relação com a formação de áreas de instabilidades provenientes do Oceano Atlântico. O órgão explica que as chuvas também são causadas por efeitos locais, como temperatura e relevo.A região do Cariri concentrou quase todos os registros de chuva, considerados pouco expressivos. Umari foi o município com a maior chuva registrada, com 26 mm, no posto da cidade. Juazeiro segue a lista em segundo lugar, com 20 mm, no posto da Vila São Gonçalo-Marrocos. Tauá, no Sertão Central, teve a terceira maior precipitação: 18,3 mm. Todos os demais municípios com registros de chuva são da região do Cariri. Em Fortaleza e Região Metropolitana (RMF) não houve registro de chuvas.

Confira as maiores precipitações desta quarta-feira, 15

Umari: 26 mm

Juazeiro do Norte: 20mm

Tauá: 18.3mm

Crato: 18mm

Granjeiro: 14.3

A previsão da Funceme era DE predomínio de céu variando entre parcialmente nublado a sem nuvens com baixa possibilidade de chuva (20% a 40% de chance) em quase todas as macrorregiões, exceto na Ibiapaba.  Para quinta-feira, 16, até a última atualização da previsão, a tendência é de tempo estável, ou seja, sem expectativa de chuva.De setembro e dezembro, o Ceará entra na época conhecida como “B-R-O-Bró”, por ser historicamente o período mais quente do ano. A explicação é a baixa umidade do ar devido à escassez de chuva. A proximidade da linha do Equador justifica as temperaturas no Ceará serem tão altas o ano todo. Entretanto, durante esses meses as temperaturas médias costumam ficar mais elevadas, quando a estiagem predomina.

foto: Reprodução/Funceme)

O  Povo Online

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem