Postagens recentes

20/recent/ticker-posts

Blogroll

header ads

Mutirões perdem força e número de cadastros para vacinação contra a Covid-19 volta a cair no Ceará

 Durante o mês de junho, vários mutirões de cadastramento no Saúde Digital foram realizados no Ceará com o objetivo de atingir uma parcela da população que tem enfrentado dificuldades no processo. No entanto, as ações têm perdido força nos últimos dias e o número de novos cadastros voltou a cair no Estado.

Segundo o IntegraSUS, portal de transparência da Secretaria da Saúde (Sesa), durante este mês - até o dia 8 de julho -, o Ceará contabilizou 232.481 cadastros. Destes, 207.297 tiveram confirmação pelo e-mail, etapa necessária para concluir o procedimento, com uma média de 25.912 pessoas confirmadas por dia.

Na semana anterior, de 23 a 30 de junho, 397.653 registros foram confirmados, com média diária de 49.706. O índice era ainda maior entre 15 a 22 de junho, com 964.559 cadastramentos e média de 120.569 realizados por dia. Este período contou ainda com recorde de cadastros diários no dia 18, somando 190.740 registros.

Conforme o Ministério da Saúde, há 6.776.777 pessoas aptas a receber a vacina no Estado, o que equivale a 70,73% do total de cadastros confirmados por e-mail no Ceará (4.791.955), até esta sexta-feira (9), às 10h. Além disso, 209.980 pessoas não realizaram a confirmação necessária.

Em Fortaleza, a situação é semelhante. Os cadastramentos têm diminuído ao longo das semanas. De 1 a 8 de julho, havia uma média de 6.788 pessoas confirmadas por dia no Saúde Digital. Na semana anterior - de 23 a 30 de junho -, o índice diário era de 10.150.

O período de 15 a 22 de junho foi o que contou com mais cadastros nas últimas semanas na capital, com 26.156 confirmações diárias no e-mail. Os dias 17 e 18 tiveram ainda picos de registros, com 44.474 e 40.206 respectivamente.

No total, Fortaleza soma 1.812.243 cadastros realizados até esta terça-feira (9). Destes, 1.753.897 foram confirmados no e-mail. De acordo com o Ministério da Saúde, a capital possui ainda 2.035.047 de pessoas aptas para ter acesso à imunização.

Para o diretor e articulador da Biblioteca Comunitária do Araturi, David Almeida, onde estão sendo realizados cadastramentos voluntários, na cidade de Caucaia, a principal dificuldade que as pessoas têm enfrentado é a falta de conhecimento sobre como realizar o procedimento no Saúde Digital, além da ausência, muitas vezes, de recursos tecnológicos e de internet.

“Eu acho que falta mais divulgação por parte do Ministério da Saúde e das secretarias municipais e estaduais, há pouca divulgação sobre o endereço onde se cadastrar. O que a Biblioteca tem feito é essa conscientização do cadastro e uma busca ativa [da população]”, explica.

Como se trata de [uma região de] periferia, as pessoas que passam em frente [à Biblioteca] a gente aborda e convida pra fazer o cadastro, tem computador e internet disponível pra quem quiser. E eu encontrei várias pessoas que não tinham feito ainda”
DAVID ALMEIDA
Diretor da Biblioteca Comunitária do Araturi

VACINÔMETRO NO CEARÁ | COVID-19

A situação também é notada, em Maracanaú, pelo coordenador administrativo da Associação dos Moradores do Conjunto Novo Oriente, que também faz cadastramento voluntário. Segundo Márcio Caetano, eles encontram muitas pessoas que já passaram da idade para a vacinação e ainda não fizeram o registro no site.

Quando as pessoas chegam até a Instituição, elas relatam que abrem o celular e sentem dificuldades por várias questões, às vezes eles não conseguem concluir [o cadastro], porque são tem algumas perguntas e etapas [que elas não sabem responder]”
MÁRCIO CAETANO
Coordenador administrativo da Associação Novo Oriente

Além disso, Caetano esclarece que a confirmação por e-mail tem dificultado muito a questão. “Muitas das vezes [as pessoas] colocam o e-mail e não sabem nem a senha, então como é que vai abrir pra fazer a confirmação?”.

Rilson Andrade, vice-presidente do Cosems e secretário de Saúde de Pindoretama, afirmou que os municípios estão focados no cadastramento e continuam fazendo mutirões em parceria com outros órgãos como as secretarias da Educação e de Assistência.

"Alguns municípios, como o de Pindoretama, por exemplo, utilizam também a câmara de vereadores, ou seja, todos os dias a Câmara de Vereadores tem uma equipe que cadastra as pessoas. Inclusive, tem sido o local mais frequentado", destaca.

Andrade explicou que outras cidades também fazem trabalhos de divulgação buscando atingir a população por meio de outras ferramentas como carros de som e rádios, com o objetivo de que o cadastramento não pare e possa atingir o maior número de pessoas possível. No entanto, o representante do Cosems, reconhece uma queda na procura nas últimas duas semanas.

Segundo ele, os motivos podem estar ligados ao avanço no cadastro em alguns municípios, mas reafirma que a busca para que todos se cadastrem vai continuar. “Vai diminuindo o quantitativo de pessoas que procuram pra fazer o cadastro, mas a gente sabe que são pessoas, principalmente na zona rural, que ainda precisam ser alcançadas. Agora, nós vamos traçar estratégias para alcançar também essas pessoas usando os agentes comunitários de saúde e outra equipes”, finalizou.

PASSO A PASSO PARA CADASTRO NO SAÚDE DIGITAL

1) Acesse o site Saúde Digital

2) Selecione a opção "Ainda não tenho cadastro"

3) Identifique-se preenchendo corretamente os dados do adolescente 

4) Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa está acamada, se tem alguma comorbidade e a profissão

5) Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro

6) Finalize o cadastro e aguarde seu agendamento. Acompanhe no site da Prefeitura de Fortaleza as listas dos agendados, divulgadas diariamente. Você também receberá orientações sobre data, horário e local, por e-mail e WhatsApp, próximo ao dia do atendimento.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Até esta quarta-feira (7), o Ceará aplicou 4.709.516 doses das vacinas contra a Covid-19. Destas, 3.470.375 foram na primeira dose; 1.160.691 na segunda; e 78.450 com dose única. Os dados são da Secretaria da Saúde (Sesa).

Já em Fortaleza, até quarta-feira, segundo a Prefeitura Municipal, 1.252.848 doses dos imunizantes foram aplicadas na D1, 393.929 na D2 e 7.668 em dose única.

Foto: Divulgação/Cadastra Eu. Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários