Com 30 mil empreendedores cadastrados, Governo assina os primeiros contratos do Ceará Credi

 


O Governo do Estado oficializou, nesta segunda-feira (19), a assinatura dos primeiros contratos do Ceará Credi, programa de crédito do Palácio da Abolição que oferece empréstimos de até R$ 5 mil para microempreendedores e trabalhadores autônomos. 

O programa de microcrédito conta com investimento de R$ 100 milhões. Segundo o governo, já houve 30.187 solicitações

No evento, transmitido pelas redes sociais, o governador Camilo Santana assinou contratos de pedidos de crédito nas 14 microrregiões do estado estabelecidas pela iniciativa. O governador afirmou que o programa será uma política permanente, apesar de não dar mais detalhes sobre uma nova onda de empréstimos. “O objetivo é contribuir com os pequenos negócios, gerando emprego e renda”, declarou. 

COMO CONSEGUIR CRÉDITO  

A solicitação de crédito pode ser feita por meio do site ceara.credi.ce.gov.br ou presencialmente em um dos 47 postos de atendimento espalhados pelo Estado. 

Depois do cadastro nas plataformas, quem está pedindo crédito para abrir um negócio deve fazer dois cursos obrigatórios para dar andamento ao pedido.  

Feita a capacitação, ocorrerá o contato de um dos 94 agentes de crédito que estão rodando os municípios e, posteriormente, será entregue a documentação. Então, será feita abertura de conta e uma entrevista para explicação do plano de aplicação do recurso. 

O crédito só será liberado por meio do aplicativo E-Dinheiro após o governo analisar a proposta e o solicitante confirmar a contratação. 

Caso o pedido de empréstimo seja individual, será necessário um fiador com renda comprovada. Em caso de pedido feito por grupo solidário, formado por 4 até 7 empreendedores, não será necessário, já que os próprios empreendedores serão fiadores entre si. 

SOBRE O PROGRAMA 

Ceará Credi é o primeiro programa de crédito do Estado voltado para empreendedores informais ou formais, trabalhadores autônomos, agricultores familiares ou desempregados que queiram desenvolver uma atividade produtiva. 

Diferenciais:  

  • Taxa zero em 2021 

  • Garantia de aval solidário 

  • Agentes de crédito 

  • Capacitação empreendedora e financeira 

  • Poupança popular: bônus por pagamento em dia 

  • Plataformas de apoio à comercialização 

Os empréstimos variam entre R$ 500 e R$ 5 mil, a depender da atividade produtiva e capacidade de pagamento do negócio.  

Se o investimento for destinado à compra de mercadorias para revenda ou matéria-prima para produzir, o valor mínimo é R$ 500, o máximo é R$ 3 mil.  

Para investimento fixo, o trabalhador terá valor máximo de R$ 5 mil e mínimo é de R$ 1 mil.  

Não haverá cobrança de taxas e juros sobre o valor até dezembro de 2021. O prazo de pagamento do empréstimo vai variar conforme a finalidade, assim como a carência.  

 PRAZO DE PAGAMENTO   

Para capital de giro: de 4 a 9 meses.  

Para investimento fixo: de 12 a 24 meses.  

PRAZO DE CARÊNCIA  

Para capital de giro: 2 meses  

Para investimento: 4 meses 

QUEM PODE SOLICITAR 

  • Os pequenos comércios para venda de todo tipo de produto, podendo ter ponto fixo ou ser ambulante;  

  • A produção de artesanato e de bens de consumo (como alimentos, roupas, acessórios e outros),  

  • A fabricação de utensílios e equipamentos simples;  

  • A prestação de serviços autônomos de consertos e manutenção (eletricista, bombeiro hidráulico, pintura, pedreiro, marcenaria etc.),  

  • Serviços na área da beleza, da saúde e outros.  

  • Quem tiver intenção de obter o crédito para abrir o próprio negócio precisará passar, antes, por curso gratuito de educação financeira e criação de plano de negócios para orientar o pedido de crédito a ser feito. 

SOLICITAÇÕES  

Grande Fortaleza: Fortaleza 15.217 cadastros e 9 postos de atendimento disponíveis; outros municípios 2.481 cadastros e 8 postos de atendimento disponíveis; 

Cariri: 2.712 cadastros e 5 postos de atendimento disponíveis; 

Centro Sul: 645 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis; 

Litoral Leste: 733 cadastros e 1 posto de atendimento disponível; 

Litoral Norte: 884 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis; 

Litoral Oeste/ Vale do Curu: 956 cadastros e 3 postos de atendimento disponíveis; 

Maciço de Baturité: 858 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis; 

Serra da Ibiapaba: 606 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis; 

Sertão Central: 832 cadastros e 4 postos de atendimento disponíveis; 

Sertão de Canindé: 750 cadastros e 3 postos de atendimento disponíveis; 

Sertão de Sobral: 888 cadastros e 1 posto de atendimento disponível; 

Sertão do Crateús: 918 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis; 

Sertão de Inhamuns: 460 cadastros e 1 posto de atendimento disponível; 

Vale do Jaguaribe: 1.247 cadastros e 2 postos de atendimento disponíveis. 

Foto: Divulgação. Diário do Nordeste 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem