Ceará solicita ao Governo Federal a inclusão de jovens entre 12 e 17 anos na prioridade da vacinação

 O Governo do Ceará solicitou ao Governo Federal a inclusão imediata de jovens entre 12 e 17 anos de idade, com comorbidades ou deficiências físicas, no grupo de pessoas com prioridade para receber vacinas contra a Covid-19. 

A informação foi passada em entrevista ao Sistema Verdes Mares (SVM) pelo secretário estadual da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, que disse compreender que, assim como os outros grupos prioritários, esse também tem “vulnerabilidade maior” diante da infecção. 

Com aval do Ministério da Saúde, que é responsável pelo envio de doses ao Estado, o secretário afirma que será possível incluir de imediato essa população no esquema vacinal, o que garantiria o cumprimento da promessa de imunizar toda a população, pelo menos, com a primeira dose, este ano. 

DEBATE PÚBLICO 

A inserção de adolescentes com comorbidades ou deficiências físicas no grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19 vinha sendo debatida há alguns meses no Ceará, especialmente após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a aplicação da vacina da Pfizer em jovens a partir de 12 anos. 

No último dia 25 de junho, Rilson Andrade, vice-presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), havia dito em entrevista ao Diário do Nordeste que a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), responsável pelas resoluções estaduais sobre a vacinação, já havia combinado que o Estado solicitaria ao Ministério um posicionamento sobre o assunto.  

Isso porque, além das questões diretamente relacionadas às comorbidades, há, também, a preocupação dos gestores em garantir o retorno seguro dos estudantes às aulas presenciais no segundo semestre. 

Foto: Fabiane de Paula. Fonte - Diário do Nordeste

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem