Análise: Ceará peca em estratégia, tropeça diante do Cuiabá e perde oportunidade de entrar no G-8


 Ceará tropeçou diante do Cuiabá, neste domingo (11), na Arena Pantanal, ao empatar em 2 a 2. A equipe mato-grossense garantiu o empate com um gol aos 48 minutos do 2° tempo, após falha da defesa alvinegra. O resultado, por sua vez, é fruto do erro estratégico da comissão técnica e do elenco: recuar e desperdiçar chances de "matar" o jogo.

A equipe de Guto Ferreira foi superior ao longo de toda a partida. Com maior posse, mais presença ofensiva e finalizações ao gol de João Carlos, o Ceará esteve sempre próximo de marcar do que de sofrer. No entanto, o "pecador" sofre as consequências e o ditado "quem não faz, leva", não é à toa. Em bola parada, aos 25 minutos do 1° tempo, a equipe mandante chegou ao gol com Elton.

O reflexo do domínio alvinegro está nos números da etapa inicial: 56% de posse de bola, 9 finalizações (três ao gol) e 78% de passes certos, além de 10 desarmes, 4 cortes e uma interceptação.

MUDANÇA DE POSTURA

Em desvantagem no placar, mas com superioridade numérica, em virtude da expulsão do volante Pepê na etapa inicial, o Ceará mudou a postura e Guto Ferreira colocou a equipe para o ataque. As entradas de Vina e Lima deram outra dinâmica no meio-campo alvinegro, que com maior fluidez, conseguia rodar a bola com objetividade. O resultado foram dois gols em sequência com assistência do 45. Aos 11 e 20 minutos, Rick e Jael, respectivamente, viraram o duelo em favor do Vovô.

A virada deu ao Ceará tranquilidade. O domínio era alvinegro. Foram duas grandes chances criadas na 2ª etapa e 11 finalizações (4 no gol). Porém, a displicência do grupo e o instituto defensivo de Guto Ferreira, ao tirar Jael e colocar Pedro Naressi, transformaram uma vitória tranquila, em um empate com sabor de derrota contra um adversário direto na briga inicial da equipe alvinegra.

O resultado é de se lamentar. O Ceará desperdiçou a chance de se aproximar do G8. Porém, mais importante do que assimilr a derrota, é absolver as lições e corrigir os erros. A equipe segue em evolução, mas é necessário entender: na Série A, todo e qualquer ponto perdido faz falta na frente.

Foto: Israel Simonton / Ceará SC. Fonte: Diário do Nordeste

Outros resultados

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem