Postagens recentes

20/recent/ticker-posts

Blogroll

header ads

Número de cidades cearenses no risco 'altíssimo' para transmissão da Covid-19 é o menor em um mês

Foto - Agência Diário/José Leomar
 
O número de municípios cearenses classificados com risco "altíssimo" para transmissão da Covid-19 regrediu e alcançou o menor índice em um mês. De acordo com a plataforma IntegraSus, da Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado, são 172 cidades na classificação de nível 4. Os dados são referentes às semanas epidemiológicas 18 e 19, que compreende os dias 2 a 15 de maio.

Há um mês, entre os dias 4 a 17 de abril, eram 177 municípios no risco máximo de alerta. Anterior a estes dois recortes temporais, o período com o menor número de cidades classificadas no nível 4 (altíssimo) foi nas semanas 8 e 9, referentes aos dias 21 de fevereiro a 6 de março. À época, eram 101 municípios no risco altíssimo de transmissão. A classificação da Sesa aponta índices que variam do nível 1 (novo normal), nível 2 (moderado), nível 3 (alto) e nível 4 (altíssimo). Esses indicadores são medidos a partir de um cruzamento de dados tais como as taxas de ocupação de leitos, de letalidade do vírus e do percentual de testes de Covid-19 positivados em cada região.

CENÁRIO AINDA INSPIRA ATENÇÃO

Apesar da sútil melhora, o número ainda inspira atenção. Das 184 cidades cearenses, nenhuma está nos níveis 1 ou 2. Além dos 172 municípios com risco altíssimo, 12 estão no nível 'alto' de alerta. Confira a relação:

  • Acaraú,
  • Uruoca,
  • Moraújo,
  • Massapê,
  • Pacujá,
  • Groaíras,
  • Reriutaba,
  • Ipu,
  • Catunda,
  • Ererê,
  • Quixelô,
  • Catarina

Dos cinco indicadores da Sesa, dois apresentam tendência de crescimento na média estadual: a taxa de positividade em testes RT-PCR, que é de 45,8%; e a taxa de letalidade por Covid-19, que atualmente está em 2,5%.

Já nas cinco regiões de saúde do Estado, a que possui menor taxa de letalidade é o Sertão Central (1,4%) e a maior, a região de Fortaleza (3,1%), composta por 43 cidades. 

  • Região de Saúde de Fortaleza: 3,1%
  • Região de Saúde do Cariri: 3%
  • Região de Saúde do Litoral Leste/Jaguaribe: 2,1%
  • Região de Saúde de Sobral: 1,5%
  • Região de Saúde do Sertão Central: 1,4%

TENDÊNCIA DE QUEDA

Outros três indicadores apontam para projeção futura de queda no Ceará. São eles a incidência de Covid-19 por dia para cada 100 mil habitantes, que está em 311,1; as internações por causas respiratórias, atualmente em 445,4; e o percentual de leitos de UTI-Covid ocupados (88,5%).

VEJA AS CLASSIFICAÇÕES DE RISCO

Novo Normal: Taxa de ocupação dos leitos menor que 70%; taxa de letalidade menor que 1%; percentual de positividade de testes para diagnóstico de Covid-19 menor que 25%;

Moderado: Taxa de ocupação dos leitos entre 70% e 80%; taxa de letalidade entre 1% e 2%; percentual de positividade de testes para diagnóstico de Covid-19 entre 25% e 49,9%;

Alto: Taxa de ocupação dos leitos entre 80,1% e 95%; taxa de letalidade entre 2% e 3%; percentual de positividade de testes para diagnóstico de Covid-19 entre 50% e 75%;

Altíssimo: Taxa de ocupação dos leitos maior que 95%; taxa de letalidade maior que 3%; percentual de positividade de testes para diagnóstico de Covid-19 maior que 75%.

Postar um comentário

0 Comentários