sábado, 24 de abril de 2021

Quixadá é o quinto município cearense a decretar lockdown; infecções dispararam nas últimas semanas

Foto - Márcio Guedes

O município de Quixadá, no Sertão Central, decretou nesta sexta-feira (24), isolamento social restritivo. A medida passa a vigorar a partir da meia-noite de sábado (24) e se estende até o próximo dia 2 de maio. A cidade se junta a Lavras da Mangabeira, Baturité, Capistrano e Pacoti, que também decretaram lockdown mesmo após a flexibilização do decreto estadual.Segundo a secretária da Saúde do Município, Benedita Oliveira, a decisão decorre do aumento expressivo de casos na cidade nos últimos dias.De acordo com dados do IntegraSus, plataforma oficial da Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado, Quixadá atingiu, no último dia 17,

a segunda maior média móvel de casos desde o início da pandemia (42,57). O número só fica atrás da média móvel do dia 21 de maio do ano passado: 50,57.Ao todo, já são 6.102 infecções na cidade e 105 óbitos. Somente neste mês de abril, Quixadá já registrou 685 novos casos. Em abril do ano passado, ao longo de todo o mês, foram 121. Os dados são do IntegraSus.Esta é a segunda medida adotada no Município, em menos de uma semana, na tentativa de frear o rápido avanço do vírus. Na terça-feira passada, dia 20, Quixadá proibiu a venda de bebida alcoólica em todo seu território. Agora, com o decreto de lockdown, apenas os serviços essenciais podem funcionar. São eles:

  • Supermercados e padarias,
  • Farmácias,
  • Postos de combustível,
  • Serviços médicos,
  • Correios,
  • Revendedores de água e gás,
  • Funerárias,
  • Empresas distribuidoras de energia, 
  • Segurança privada

O uso de espaços públicos estará proibido no período de vigência do lockdown. Igrejas e academias não poderão abrir. Ainda segundo o decreto municipal, carros de transporte alternativo de passageiros da zona rural estão com circulação suspensa.

Conforme o documento, divulgado na noite desta sexta (23), "as forças de segurança municipal, agentes de trânsito e a Agência de Fiscalização de Quixadá (Agefisq) farão o monitoramento e controle do cumprimento das medidas decretadas".Com pouco leitos disponíveis, pacientes em estado grave precisam ser transferidos para hospitais-polo do Estado. O mais próximo fica na cidade vizinha de Quixeramobim. No entanto, o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) também está perto do limite de sua ocupação.De acordo com dados do IntegraSus, dos 56 leitos de UTI da unidade hospitalar, 55 estão ocupados. O HRSC conta ainda com 88 leitos de enfermaria, restando apenas oito vagas. O cenário não é delicado apenas nessas duas cidades. Em toda a região do Sertão Central, há 52 pacientes à espera de leitos, dentre os quais 29 aguardam por UTI.

OUTRAS CIDADES EM LOCKDOWN

Sete cidades cearenses decretaram isolamento social rígido após a flexibilização do decreto estadual. Em todas elas, os gestores atrelaram à medida ao aumento vertiginoso de infecções. Duas delas (Antonina do Norte e Santana do Cariri) não renovaram o decreto. Outras cinco, incluindo agora Quixadá, seguem o lockdown vigente.

  1. Lavras da Mangabeira;
  2. Baturité;
  3. Capistrano;
  4. Pacoti;
  5. Quixadá