Postagens recentes

20/recent/ticker-posts

Blogroll

header ads

MPCE quer plano de ação para prevenção e combate à Covid-19 em farmácias do Ceará

 

Foto: Natinho Rodrigues

As redes de farmácias do Ceará foram solicitadas a apresentar um plano de ação para prevenção e combate à Covid-19 nos estabelecimentos até o dia 13 de abril. A medida, requerida pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) nesta terça-feira (6), visa evitar a proliferação do coronavírus entre os clientes por meio do cumprimento de algumas medidas, como o atendimento separado e prioritário de pessoas que vão realizar o teste de detecção do Sars-Cov-2 nesses locais.


A recomendação é de que as unidades forneçam agendamento prévio não-presencial para os clientes que desejam fazer esses exames, além da demarcação de ambientes reservados para a realização da testagem, evitando aglomerações entre possíveis infectados e demais consumidores em atendimento. Após o procedimento, ficará proibida a circulação desses clientes na loja devido ao risco de contaminação.

Já a coleta do material deve ocorrer em salas com janelas e ventilação ou com sistema climatizado de exaustão, “a fim de assegurar a qualidade e renovação do ar, de forma a estabelecer uma maior segurança para o próprio ambiente e espaços contíguos, considerando as formas de transmissão da COVID-19”, conforme o documento.

RESTRIÇÕES DE ACESSO

Além disso, de acordo com o artigo 11, inciso IV, do decreto 33.965, só será autorizada a entrada de um membro por família nas farmácias do Estado, com um tempo de permanência necessário somente para a aquisição de produtos ou para a prestação de serviços. O distanciamento social deve seguir, ainda, a distância mínima de dois metros entre uma pessoa e outra, com o uso obrigatório de máscaras nos locais.

É necessário também que os grupos farmacêuticos identifiquem quais redes estão aptas a seguir as recomendações.Os estabelecimentos que não conseguirem se adequar devem parar a realização dos testes de detecção do Sars-Cov-2 até adotarem as medidas necessárias, ainda conforme a recomendação.As orientações foram assinadas pelos promotores Ana Cláudia Uchoa e Eneas Romero, considerando a atual situação pandêmica no Ceará. Somente em 2021, segundo a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) houve um aumento de 219,87% nas testagens do Sars-Cov-2 se comparado ao ano anterior.

A reportagem procurou a Abrafarma, mas a associação informou que o assunto cabe às redes de farmácia locais. Até a publicação, apenas a rede Santa Branca respondeu, informando que ainda não foi notificada oficialmente.

Postar um comentário

0 Comentários