Após reunião, comércio do Ceará espera reabertura no dia 12 de abril

 

Foto - Antonio Rodrigues 

Os membros do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus se reuniram virtualmente na tarde desta quinta-feira (8) para analisar os novos índices de saúde do Ceará. Segundo o vice-presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza), Honório Barbosa, os dados apontam estabilidade e a expectativa do comércio local é que a retomada das atividades realmente se inicie na segunda-feira (12).

Apesar disso, o empresário revela que a reunião ainda não teve o intuito de decidir pela reabertura ou não na próxima semana. "Foi uma prestação de contas que o governador fez ao comitê. Os conselheiros se posicionaram dentro do que cada um entende do seu setor com os pontos que acharam relevantes. Foi tudo anotado e devemos ter outra reunião amanhã", detalhou Barbosa.

Ainda assim, ele demonstrou otimismo e expectativa para o início da flexibilização. "A boa notícia é que temos uma de estabilidade de queda. Ainda são números altos, mas o Governo está tentando fazer a parte dele, e nós estamos fazendo a nossa, que é cobrar a volta da economia. Nossa expectativa é que na segunda a reabertura já comece", afirma.Em publicação nas redes sociais, o governador Camilo Santana compartilhou fotos da reunião e afirmou que foram apresentados os indicadores e as ações que estão sendo realizadas em combate à Covid-19 em todo o Estado. "Agradeço a todas as instituições pelo importante apoio desde o início da pandemia. Juntos vamos superar esse desafio!", finalizou.No último domingo (4), Santana já havia indicado a próxima segunda (12) como o possível início da reabertura caso os indicadores epidemiológicos continuassem em queda ao longo desta semana.

NOVO PLANO DE RETOMADA

O secretário executivo de Planejamento e Orçamento do Estado e líder do comitê, Flávio Ataliba, revelou ao Sistema Verdes Mares que a proposta do novo plano de retomada das atividades, construída em conjunto com representantes dos setores econômicos, será apresentada ainda nesta quinta-feira (8) ao governador Camilo Santana.

"Ela (proposta) está sendo finalizada e encaminhada hoje para o governador. Já conversamos com todos os setores", afirmou Ataliba.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel), Taiene Righetto, lembra que o setor se reuniu com o líder do comitê na última terça-feira (6) para apresentar as propostas e demandas da atividade. "Ele realmente falou que a proposta seria apresentada ainda hoje ao governador, mas ainda não temos certeza do que vai acontecer, a proposta pode ou não ser aprovada. Mas o que nos foi passado é que a retomada não vai acontecer de forma integral já na primeira semana, será feita em etapas", ressalta.

Entre os pedidos da Abrasel estão o retorno dos restaurantes já na primeira fase até 23h e uma evolução da flexibilização mais rápida. "Cerca de 70% do nosso setor atua no período noturno. Então, voltar só para almoço, atenderia apenas 30% da atividade, e ainda com 50% da capacidade. Nosso pedido é retornar com funcionamento até 23h, mas achamos muito difícil isso acontecer. Então, que possamos trabalhar até às 20h pelo menos, para atender o máximo possível do setor", argumenta.

Righetto afirma que ainda não sabe quantas fases o novo plano terá nem quanto tempo cada uma delas irá durar, mas reivindica uma retomada mais rápida. "Ano passado cada fase durou 14 dias, mas era um cenário diferente. Hoje, já sabemos quais protocolos seguir e como seguir. Já aprendemos muita coisa. Então, esperamos que a cada semana seja flexibilizado um pouco mais", destaca.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem