RÁDIO CATARINA FM ONLINE - CLQUE NO PLAY

Ticker

6/recent/ticker-posts
header ads

Mesmo na pandemia cresce número de acidentes de trânsito com mortes em Iguatu

 

Foto - Honório Barbosa

Dados divulgados pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Iguatu, maior cidade da região Centro-Sul do Ceará, apontam crescimento no número de óbitos decorrentes de acidente de trânsito em 2020 em relação ao ano anterior, apesar do período de suspensão de atividades empresariais e de prestação de serviços por causa da pandemia. Em 2019, foram registradas 17 mortes. No ano passado, 21. Só em dezembro último, foram oito mortes.

E 2021 começa com novos registros. Neste mês de janeiro já foram dois acidentes com igual número de óbitos. O engenheiro civil da Prefeitura de Iguatu, Jônatas Pereira, disse que ficou surpreso com o aumento de mortes no trânsito. “Tivemos em 2020, por causa da pandemia, medidas restritivas de atividades econômicas por mais de quatro meses com menor fluxo de veículos nas ruas”, observou. “Quando fechamos a estatística, não esperávamos esse resultado”.

Para Jônatas Pereira, que vem se especializando em engenharia de tráfego urbano, o levantamento feito pelo Demutran com indicação dos locais, dias e horários em que ocorrem os acidentes vai resultar em “um mapa com os pontos críticos e possibilitar estudo para identificar as causas, correção de via, melhoria na sinalização e fiscalização com campanha educativa”.

Jackson Barbosa, diretor local de Trânsito, frisou que “o levantamento dos pontos críticos já está em análise e em breve haverá ações para correção de tráfego, sinalização e blitz educativa”.

O Demutran de Iguatu registrou 43 acidentes de trânsito graves em 2020 e 32 ocorrências em 2019. “Todos os meses acompanhamos as guias no Instituto Médico Legal (IML) porque tem acidentes que ocorrem fora do expediente do Demutran e são registrados pela Polícia Militar ou pela Polícia Rodoviária Estadual, quando acontecem em vias urbanas que são segmentos de rodovias estaduais”.

De acordo com a estatística do Demutran, a maioria dos acidentes (60%) ocorre entre a segunda-feira e a quinta-feira e 40% no fim de semana. “Antes da compilação dos dados, a gente pensava que era o inverso por causa do uso de bebidas aos sábados e domingos”, frisou Jônatas Pereira. “O maior índice é no horário matinal por haver mais veículos circulando no horário de atividades comerciais”.

A cidade de Iguatu tem duas vias, as avenidas Perimetral e Cruzeiro do Sul, que são trechos urbanos da CE-060. Nesses dois segmentos ocorrem 20% dos acidentes. “A Prefeitura e o governo do Estado elaboraram em parceria um projeto de urbanização, alargamento e melhoria para essas duas vias, que deve ser executado após o período chuvoso”, pontuou o prefeito Ednaldo Lavor.

O engenheiro de Trânsito, João Oliveira, aponta que “há desatenção, imprudência e desrespeito à sinalização”. Exemplos comuns apontados pelo especialista são a ultrapassagem de motociclistas pelo lado direito dos carros e o avanço de preferencial.

Impacto na saúde

Álvaro Silva de Carvalho é médico e trabalha na base local do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele desabafa: “Infelizmente é crescente o número de acidentes por falta de consciência, de cuidados, excesso de velocidade, ultrapassagem indevida e uso de álcool”.

O médico pontuou que a maioria dos casos resulta em “condutores com sequelas, traumas, pessoas que deixam de trabalhar, oneram o sistema público de Saúde, ocupam leitos de UTI”. Álvaro Carvalho, com base nos atendimentos diários, reafirma que “os motociclistas ficam mais expostos, têm mais risco de sofrerem traumas e por isso devem ter mais atenção no trânsito”.  

O mototaxista Audênio Fernandes, 65 anos, há 15 anos está nas ruas da cidade de Iguatu conduzindo passageiros. “Já vi vários acidentes por imprudência, falta de respeito ao trânsito”, afirmou. Para ele, “é possível sim diminuir a quantidade de acidentes se a maioria pilotasse com cuidado e respeitasse as leis do trânsito”.

Frota

Segundo o Demutran, a frota atual de veículos de Iguatu é de 53.238, sendo 12.661 automóveis, 27.473 motocicletas e 6.120 motonetas

Postar um comentário

0 Comentários

header ads