• RÁDIO CATARINA FM ONLINE AO VIVO - CLIQUE NA IMAGEM

sexta-feira, 17 de julho de 2020

Nova Olinda e Guaramiranga registram primeiras mortes por Covid-19

Foto: Reprodução/Prefeitura
Com aproximadamente 15 mil habitantes, o município de Nova Olinda registrou ontem (15) seu primeiro óbito por Covid-19: um homem com idade acima de 80 anos, com comorbidades, que estava recuperado da doença há 14 dias, mas voltou a sofrer complicações. A Secretaria da Saúde de Guaramiranga também confirmou, na noite de ontem (15), a primeira morte no Município.

O óbito em Guaramiranga ainda não consta no IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará, atualizada às 9h04 desta quinta-feira (16). Com as duas mortes, agora apenas 11 municípios cearenses ainda não registraram mortes em decorrência do novo coronavírus.De acordo com o IntegraSUS, o Estado já soma mais de 143 mil casos confirmados da doença e 7.090 mortes. A primeira aconteceu em 26 da março. A vítima foi um homem, de 72 anos, que residia em Fortaleza. Na ocasião, o Sistema Verdes Mares conversou com um familiar que confirmou a causa descrita em laudo
A letalidade da doença no território cearense é de 4,9. Um total de 117.563 pessoas foram infectados pelo novo coronavírus, mas, felizmente se recuperaram.
Os municípios com maior número de casos acumulados são: Fortaleza (38.828); Sobral (8.747); Caucaia (4.665); Maracanaú (4.569) e  Juazeiro do Norte (4.442). 

A Covid-19 ainda não fez vítimas em: 

  1. Pires Ferreira;
  2. Poranga; 
  3. Ipaporanga;
  4. Antonina do Norte;
  5. Potengi;
  6. Granjeiro; 
  7. Umari;
  8. Potiretama; e
  9. Fortim. 
  10. Pereiro (uma morte suspeita);
  11. Baixio (uma morte suspeita).

Municípios com mais óbitos:

  1. Fortaleza: 3.554;
  2. Sobral: 304;
  3. Caucaia: 264;
  4. Maracanaú: 215;
  5. Juazeiro do Norte: 166.Nova Olinda, que registrou seu primeiro óbito ontem (15), entrou no mês de julho com apenas 18 casos confirmados e sem nenhum paciente em tratamento hospitalar. Após 15 dias, o número de pessoas infectadas dobrou, chegando a 36. Destes, três estão hospitalizados, 15 em acompanhamento domiciliar e 21 já estão recuperados, segundo a Prefeitura.  
    De acordo com a secretária da Saúde do Município, Kaline Barbosa, o estado de saúde de dois moradores internados em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) é o que mais preocupa. Ambos são idosos, que estão em tratamento no Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, e no Instituto Madre Teresa de Apoio a Vida (Imtavi), em Brejo Santo.  
    Para conter o avanço da doença na cidade, as medidas de enfrentamento foram intensificadas, como as barreiras sanitárias e a fiscalização de comércios e filas na lotéricas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário