Rádio Catarina FM Online, clique na imagem para ouvir.


Rádio Catarina FM Online, clique na imagem para ouvir.

domingo, 12 de julho de 2020

Cinco cidades cearenses em 'lockdown' terão retorno do transporte intermunicipal interrompido; Barbalha, Brejo Santo, Crato, Iguatu e Juazeiro do Norte.

Em Iguatu, o terminal rodoviário permanecerá fechadoFoto: Wandenberg Belém
O governo do Estado manterá a proibição do transporte intermunicipal de passageiros em cinco municípios cearenses: Barbalha, Brejo Santo, Crato, Iguatu e Juazeiro do Norte. Todas estas cidades, que fazem parte da macrorregião de saúde do Cariri, estão sob isolamento social mais rígido. O decreto também trouxe a prorrogação do 'lockdown' nestes municípios por mais sete dias, contando a partir de segunda-feira (13). 

Segundo o decreto, não poderão operar os serviços de transporte intermunicipal "tanto para destino quanto para captação de passageiros". O governador Camilo Santana (PT), ao anunciar a manutenção do lockdown nestas cinco cidades, lembrou a curva crescente dos casos da Covid-19.O serviço de transporte, em Juazeiro do Norte, até chegou a ser retomado nessa sexta (10), mas com baixo fluxo de passageiros. A movimentação no terminal rodoviário, por exemplo, foi de apenas 10% do fluxo normal, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp)  Outras cidades importantes do interior como Iguatu, Crato e Sobral mantiveram a proibição.    
O gerente da Auto Viação Metropolitana, a Via Metro, na região do Cariri, José Cláudio Maia, garantiu que sua empresa estará cumprindo o que for estabelecido pelo decreto estadual. “Nossa concessão é pública. Só voltamos porque foi autorizado”, ressalta. 
A companhia de transporte é responsável pelo transporte urbano de Juazeiro do Norte e intermunicipal, ligando às cidades vizinhas de Crato, Barbalha e Missão Velha.  

Atividade 

Com frota reduzida em 30%, a Via Metro retomou suas operações no Cariri ontem, mas seus veículos foram impedidos de entrar na cidade do Crato pela barreira sanitária. “Foi um constrangimento para os passageiros, que tiveram que descer ou voltar para Juazeiro”, narra Cláudio.  
Na avaliação do gerente da Via Metro, o retorno do serviço, de acordo com os protocolos sanitários, “funcionou perfeitamente”.Antes da pandemia, 30 mil pessoas circulavam por dia pela Via Metro no Cariri. Destes, 18 mil nas linhas intermunicipais e 12 mil nas rotas urbanas dentro da cidade de Juazeiro do Norte. Em maio, o serviço chegou a ser retomado por uma semana, mas voltou a ser suspendido no dia 16 a partir de alteração no decreto municipal. Neste período, número de usuários chegou a cerca de 2 mil. “O número de passageiros ainda é irrisório, mínimo”, acredita Cláudio.     
Em Iguatu, na região Centro-Sul, havia uma expectativa do retorno do transporte intermunicipal na próxima segunda-feira (13), incluindo a reabertura do terminal rodoviário, o que não vai mais acontecer.
 O presidente da Cooperativa de Transporte Alternativo do Centro-Sul, Francisco Souza, aponta que os motoristas enfrentam dificuldades, pois estão há 110 dias parados.  “São 308 famílias afetadas, sem renda”. A Cooperativa atende 25 cidades e transporta, em média, 5 mil passageiros diariamente.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário