• RÁDIO CATARINA FM ONLINE AO VIVO - CLIQUE NA IMAGEM

terça-feira, 9 de junho de 2020

Suspeito de matar 'milionário da Mega-Sena' é morto a tiros em Campos Sales

Foto: Reprodução/SVM
Um homem de 30 anos, suspeito de matar o empresário Miguel Ferreira de Oliveira, de 49 anos, que ganhou R$ 39 milhões em sorteio da Mega-Sena em 2011, foi encontrado morto com marcas de tiro no município de Campos Sales, no interior do Ceará, nesta segunda-feira (8). O 'milionário da Mega-Sena' foi morto na madrugada do dia 4 de fevereiro de 2018.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Antônio Pedro dos Santos foi encontrado junto de outra vítima, identificada como Israel Antonio Paz de Sousa, de 20 anos, na localidade Sítio Cajazeiras, na zona rural da cidade.
A Delegacia Municipal de Campos Sales instaurou um inquérito para apurar o duplo homicídio. Equipes da Força Tática da Polícia Militar fazem buscas para capturar os suspeitos do crime. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também foi acionada.
Homicídio em 2018 contra ganhador de Mega-Sena
De acordo com o delegado Bruno Fonseca, Antonio Pedro dos Santos havia sido preso após mandado de prisão temporária por participação na morte do empresário que ganhou prêmio na Mega-Sena. O suspeito havia sido solto e estava respondendo ao inquérito em liberdade.
Segundo a Polícia Civil, o empresário Miguel Ferreira de Oliveira estava em uma pizzaria quando foi surpreendido por um homem armado, que efetuou três disparados de arma de fogo. A vítima morreu ainda no local do crime. 
Miguel Ferreira teria ganhado R$ 39 milhões em sorteio da Mega-Sena, em 2011. Morador do estado de São Paulo, o empresário teria se mudado para o Ceará após ganhar o prêmio e passado a investir no ramo de aluguel de imóveis. Conhecido na região como "milionário da Mega-Sena", Miguel Ferreira tinha passagens pela polícia por embriaguez ao volante e desacato.
Após o crime, equipes das Polícias Civil e Militar iniciaram diligências no sentido de localizar e prender o autor do crime. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário