RÁDIO CATARINA FM ONLINE, CLIQUE NA IMAGEM PARA OUVIR.


RÁDIO CATARINA FM ONLINE, CLIQUE NA IMAGEM PARA OUVIR.

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Homem executado à bala na zona rural de independência

Foto - Blog do Tony Sales 

Mais um homicídio à bala foi registrado no município de Independencia. Por volta das 19:30 desta terça 13/04/2020, a composição VTR7491 do Destacamento de Polícia, da cidade de Independência, foi acionada para atender uma ocorrência de Tentativa de Homicídio a Bala, na localidade de Boa Esperança,, zona rural da cidade de Independência, região de Iapi. Ao chegarem no local, acompanhados da ambulância do hospital, policiais constataram que a vítima já encontrava em óbito. 
Vítima: Antônio Alexandre Rodrigues Neto, 25 anos, natural de Independência, filho de Francisco Rodrigues Pinheiro e Antônia Irene de Souza, casado, residente naquela localidade. Segundo informações repassadas pela esposa da vítima, o mesmo foi atingido por vários disparos de arma de fogo, por dois indivíduos encapuzados, que estavam nas proximidades da residência aguardando o mesmo. Vale ressaltar que a vítima já respondia por Homicídio, fato ocorrido em 09/10/2015, Inquérito nº 101/2015 e ainda respondia também por mais duas outras ocorrências de Tentativa de Homicídio, fatos acontecidos naquela região, nos anos de 2014 e 2015. A composição da VTR 7491 com apoio da viatura da FT, permanecem na área no intuito de localizar os autores, porém até o presente momento sem êxito. 

Observação: Alexandre foi indiciado como tendo envolvimento em um crime acontecido numa sexta-feira 9 de outubro de 2015 crime acontecido na localidade negro Independência onde foi encontrado morto com uma faca cravada no peito no Alpendre de sua casa onde morava o senhor Geraldo Carlos de Oliveira, 74 anos, natural de Independência, que Residia em negro. Os procedimentos foram realizados, investigações e a polícia chegou aos nomes de Alexandre e de seu pai Antônio do Joel. Os dois foram indiciados, inclusive na época foram presos depois através de mandados de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário