Rádio Catarina FM Online, das 06h a 17h. de segunda a sexta. Whatsapp 88-9-8845-4147

RÁDIO CATARINA FM ONLINE - OUÇA E BAIXE O NOSSO APLICATIVO. CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Internado com quadro de infecção urinária estado de saúde de dom Mauro Ramalho, bispo emérito da diocese de Iguatu, é grave

Foto - Honório Barbosa 
O primeiro bispo da diocese de Iguatu, dom José Mauro Ramalho, 94 anos, permanece internado desde o último fim de semana, na UTI do Hospital São Camilo, em Iguatu, e seu estado de saúde foi agravado nesta terça-feira e é considerado grave. O bispo emérito encontra-se entubado e apresenta quadro de infecção urinária. Desde a internação não houve evolução do quadro.

          A diocese de Iguatu divulgou nota oficial assinada pelo bispo dom Édson de Castro Homem sobre o estado de saúde do bispo emérito: “Informamos que o nosso bispo emérito, dom Mauro, está hospitalizado. Seu estado de saúde, por conta de sua idade avançada, inspira cuidados, mas dom Mauro é forte e deverá sair dessa, com nosso apoio e orações. Pedimos preces para ele e para toda a equipe médica que cuida do nosso amado bispo emérito”.

1º bispo 
          Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago, 94, nasceu em 14 de maio de 1925 na cidade de Russas, no Vale do Jaguaribe e fez seus estudos eclesiásticos no Seminário da Prainha em Fortaleza onde ingressou em 1937, concluindo o curso de seminário maior em 1948 quando foi ordenado sacerdote por Dom Aureliano Matos, bispo da diocese de Limoeiro do Norte.

         Em 2019, dom Mauro completou 71 anos de sacerdócio celebrados por meio de missa solene.

         Designado pelo Papa João XXIII, dom Mauro chegou a Iguatu no dia 03 de fevereiro de 1962 tomando posse no Trono Episcopal no dia imediato, por ocasião da solenidade litúrgica em que se procedeu a Ereção Canônica da Diocese de Iguatu.          Após 38 anos de serviços ininterruptos, dom Mauro, por decisão papal do Papa João Paulo II, no dia 26 do setembro de 2000, em virtude de ter atingido a idade compulsória – 75 anos – passou o cajado ao sucessor, o então bispo auxiliar dom José Doth de Oliveira, que morreu em novembro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário