RÁDIO CATARINA FM ONLINE AO VIVO

Após ataques, frota de ônibus é reduzida; veículos circulam com escolta policial na Grande Fortaleza

Foto - Rafaela Duarte
Dois prédios públicos foram alvos de ataques em Fortaleza e no interior do Estado na noite desta segunda-feira (23) e já somam pelos menos 16 ataques no dia de hoje e um na madrugada de terça-feira (24). Os alvos foram o prédio da 15ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal, no Bairro Vila Velha, na capital e a garagem da prefeitura do município de Jucás. Oito pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos por envolvimento nas ações criminosas. Quatro foram capturados no domingo e três nesta segunda-feira. Outras cinco pessoas já foram identificadas pelas forças de segurança. 

Desde sexta-feira (20), houve pelo menos 26 ataques no Sertão Central, Fortaleza e Região Metropolitana. Em todos, homens atearam fogo em veículos. Foram alvos ônibus do transporte público, caminhões e carros particulares, três veículos da Enel e uma da Cagece.
Após uma sequência de ataques criminosos, a frota de ônibus disponível em Fortaleza e Região Metropolitana será reduzida, segundo o Sindiônibus, Etufor e Secretaria da Segurança Pública do Ceará (SSPDS). Por medida de segurança, o transporte público está "operando com o acompanhamento e a segurança da Polícia Militar", de acordo com nota conjunta desses dois órgãos e do sindicato.
A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) publicou as medidas que serão tomadas para conter os ataques. Dentre elas, a convocação de policiais militares que estavam de férias para reforçar o policiamento ostensivo. Servidores que estavam em cursos tiveram as aulas suspensas para voltarem a serviço. 
A frota de ônibus será acompanhada de agentes da Polícia Militar para garantir a segurança dos passageiros. 
Enel e Cagece
Segundo testemunhas, o carro da Enel estava estacionado na rua Vicente Celestino, no bairro Conjunto Esperança, enquanto os funcionários almoçavam, quando três homens chegaram em um carro preto, desceram do veículo e jogaram gasolina no carro da companhia, provocando o fogo.
O Corpo de Bombeiros foi ao local, mas ao chegar as chamas já estavam apagadas. Segundo a Enel, outros dois carros foram queimados entre este domingo (22), em Quixadá, e esta segunda (23), no Jangurussu. 
No bairro Presidente Vargas, criminosos atearam fogo a um carro da Cagece. Um carro da empresa Mob foi outro atacado, no Planalto Airton Senna.
Ônibus
Ação similar ocorreu com um ônibus da linha 681 - Alameda das Palmeiras/Messejana, incendiado na Rua 11 do conjunto habitacional, no Bairro Ancuri. Testemunhas informaram que três homens interceptaram o veículo, pediram para motorista e passageiros descerem e atearam fogo no transporte.
Um pneu do coletivo chegou a soltar do ônibus, atingindo um dos blocos do conjunto. Não há informações sobre feridos.
O mesmo ocorreu no Bairro Aracapé, com o ônibus da linha 375 - Parangaba/Aracapé. Cerca de 20 passageiros estavam no veículo quando três homens chegaram com gasolina e ordenaram que todos descessem. Os criminosos ainda teriam obrigado o motorista a levar o ônibus até o meio de um campo de futebol.
No bairro Canindezinho, um ônibus de passageiro também foi alvo de ataques, assim como um ônibus escolar em Paracuru.
Na noite desta segunda, um ônibus da empresa Vitória que faz a linha Icaraí/Fortaleza, com cerca de 20 pessageiros, parou na Avenida Ulisses Guimarães quando uma mulher fez sinal para subir no coletivo. Nesse momento, um grupo ateou fogo no veículo e fugiu com apoio de um veículo.
O mesmo grupo queimou um ônibus da banda Forró Balancear que estava estacionado perto da ponte da Barra do Ceará. Os Bombeiros controlaram as chamas.
Topique
Uma topique foi incendiada na Rua Verde, no Sítio São João, no fim da tarde desta segunda-feira (23). O motorista ficou com uma das pernas feridas, já que ainda estava dentro do veículo quando criminosos atearam fogo. 
Uma outra topique no bairro Vila Velha também foi incendiada. 
Cagece
Um carro da Cagece com dois funcionários dentro foi abordado por três homens encapuzados por volta das 15h50. Os homens ordenaram que os funcionários saíssem e atearam fogo.O prédio da 15ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal, no Bairro Vila Velha, em Fortaleza, foi depredado e sofreu um princípio de incêndio durante um ataque criminoso na noite desta segunda-feira (23). O caso aconteceu por volta das 21h40.

De acordo com a supervisora da unidade, Regina Falcão, os suspeitos jogaram um artefato que ocasionou fogo do lado de fora do Juizado Especial. "Um militar que estava dentro da unidade conseguiu apagar as chamas com o extintor", disse.

Durante a fuga, os criminosos abandonaram no local objetos usados durante a ação, entre eles uma mochila e um balde com conteúdo inflamável.A garagem da prefeitura de Jucás, a 407 quilômetros de Fortaleza, foi incendiada nesta segunda-feira (23). Dois ônibus escolares, um caminhão da coleta de lixo e um caminhão caçamba que estavam estacionados no local foram atingidos pelo fogo.
Também houve um princípio de incêndio no prédio da Secretaria de Infraestrutura do município. Conforme o tenente Hildebrando, no pátio do local existem 15 carros novos estacionados. Os veículos não foram atingidos pelo fogo.
Equipes do Corpo de Bombeiros de Iguatu estão no local fazendo o combate do fogo. Criminosos atearam fogo em dois caminhões que estavam estacionados na rua 14, no bairro Alto Alegre II, em Maracanaú, na noite desta segunda-feira (23). 
De acordo com o sargento Cleogenes, da Primeira Companhia do 14°Batalhão, um grupo de seis suspeitos apareceram no local e um homem em uma moto lançou um artefato no primeiro que causou o incêndio nos veículos.
Ednaldo Raimundo Oliveira, de 65 anos, estava dormindo em um dos veículos e foi atingido pelas chamas. A vítima teve uma queimadura no braço e foi socorrido por uma ambulância do Samu para um hospital.
O segundo caminhão estava vazio. Os veículos ficaram destruídos pelas chamas. Os suspeitos fugiram.Por volta das 23h45 um caminhão da coleta de lixo foi queimado por criminosos no Conjunto Jereissati II, em Pacatuba.
Conforme o sargento Wedson, da Terceira Companhia do 14° Batalhão, a polícia foi acionada e quando chegou ao local encontrou a parte traseira do veículo em chamas. Segundo testemunhas, o incêndio foi causado por três suspeitos, que fugiram logo em seguida.Já no início desta terça-feira (24), por volta de 1 hora, suspeitos atearam fogo em um caminhão de carga que trafegava na Avenida Ulisses Guimarães, em Caucaia, próximo a ponte da Barra do Ceará.
O motorista iria buscar uma caraga de frango quando foi interceptado pelos criminosos e teve o caminhão incendiado.
Conforme a polícia, cerca de seis pessoas, incluindo uma mulher, interceptaram o veículo,  deixaram o carro atravessado na via, bloqueando uma das faixas da pista e atearam fogo.
O ataque aconteceu próximo ao local que um ônibus da empresa Vitória e ônibus de banda de forró foram queimados na segunda-feira (23).
Prisões
Dez pessoas foram capturadas por envolvimento nas açãoes criminosas. Quatro foram capturados no domingo (25) e seis nesta segunda-feira (23). Outras cinco pessoas já foram identificadas pelas forças de segurança, conforme a polícia.
Dois suspeitos foram capturados e um adolescente apreendido na noite desta segunda, na Rua Félix Gomes da Silva, no bairro Novo Pabussu, em Caucaia. 

O trio foi abordado por agentes da Companhia de Policiamento com Cães (Cotar) e os policiais apreenderam com eles garrafas de plático contendo gasolina. Os suspeitos identificados como Guibson Rodrigues Morais, 19, Júlio Moraes da Silva, 20, e um adolescente de 16 anos, foram encaminhados para a Delegacia Metropolitana de Caucaia.


Denúncias

Quem tiver informações que ajudem nas investigações sobre os ataques pode ligar para o número 181

Nenhum comentário:

Postar um comentário